versão para impressão

ACN continua campanha para ajudar vítimas de explosão no Líbano

12 de agosto de 2020

A ACN continua sua campanha para ajudar vítimas de explosão no Líbano. Também milhares de jovens voluntários cristãos estão em Beirute entregando ajuda emergencial, enquanto o Líbano sofre as consequências da explosão que devastou o coração da capital.

Com escolas, conventos e paróquias abrindo como centros de refúgio após a explosão de 4 de agosto, Monsenhor Toufic Bou-Hadir, diretor da Comissão Patriarcal Maronita para a Juventude, descreveu como equipes de jovens estavam limpando os escombros e entregando ajudas urgentes, como remédios, roupas, cobertores e alimentos em grande demanda.

Jovens voluntários trabalhar para ajudar vítimas no Líbano

O padre destacou a resposta “incrível” dos jovens ao que ele chamou de “um apocalipse” em que 300.000 famílias foram deslocadas. Ele fez esses comentários em uma entrevista para a ACN, que está fornecendo alimentos para 5.000 famílias afetadas pela explosão. Clique aqui para ajudar a ACN a enviar esse auxílio emergencial diretamente aos que mais sofrem.

Monsenhor Bou-Hadir, um parceiro do projetos ACN, destacou, sobretudo, a provação de pessoas que procuram desesperadamente notícias de entes queridos desaparecidos. Falou também sobre o trauma de tentar identificar os mortos em corpos desfigurados, colocados em um necrotério improvisado.

Em meio a relatos de que o distrito predominantemente cristão de Achrafieh de Beirute foi o mais devastado pela explosão, o padre descreveu como o corpo de um dos jovens maronitas, chamado Joe, de 25 anos, foi encontrado nas profundezas dos escombros, segurando uma cruz. Dom Bou-Hadir disse que o jovem católico sempre resistiu aos apelos para deixar o país. Joe dizia que queria ficar para “regar o cedro”, símbolo nacional do Líbano. O padre acrescentou: “Agora, Joe regou o cedro com seu sangue”.

Grande preocupação com a situação das pessoas

Tanto o Monsenhor Bou-Hadir quanto a Irmã Hanan Youssef, também parceira de projetos da ACN em Beirute, enfatizaram o impacto da explosão na vida das pessoas. Ele diz que elas eram totalmente dependentes da ajuda internacional, já que a crise econômica do Líbano deixou o país desamparado.

A Irmã Hanan disse à ACN: “Eu sobrevivi a 15 anos de guerra civil, mas não conseguia imaginar uma coisa tão horrível acontecendo ao nosso povo”. Ela acrescentou: “Mais do que nunca, as pessoas precisam de ajuda. Estamos muito gratos pelas orações e apoio dos nossos queridos amigos da ACN.”

Enfim, reconhecendo a resposta generosa dos benfeitores ao apelo de emergência da ACN para o Líbano, Neville Kyrke-Smith, Diretor da ACN no Reino Unido faz um agradecimento. “Gostaria de agradecer àqueles que estão solidários com todos os que estão sofrendo em Beirute neste trágico e doloroso tempo. O apoio dos benfeitores da ACN em todo o Líbano e em outras partes da região é absolutamente vital para sustentar a presença cristã no Oriente Médio. Especialmente em meio ao sofrimento de conflito, violência, levantes e tragédias.”

ACN envia ajuda para o Líbano

Assim que a ACN soube da explosão no Líbano, foi pensado a melhor forma de ajudar urgentemente as vítimas dessa tragédia. Além de assegurar a oração pelas vítimas e suas famílias, a ACN se compromete a ajudar os que mais sofrem neste momento. Sobretudo, a ACN está socorrendo 5.000 famílias que necessitam do básico para sobreviver. Como sempre, a ACN conta com as doações de todos aqueles que desejam ajudar. Para realizar a sua doação, basta clicar aqui.

Leave A Comment