Chile

LIBERDADE RELIGIOSA NO MUNDO RELATÓRIO 2021

POPULAÇÃO

18.472.639

ÁREA

756.102 km2

PIB PER CAPITA

22.767 US$

ÍNDICE GINI

44.4

POPULAÇÃO

18.472.639

ÁREA

756.102 km2

PIB PER CAPITA

22.767 US$

ÍNDICE GINI

44.4

RELIGIÕES

versão para impressão

DISPOSIÇÕES LEGAIS EM RELAÇÃO À LIBERDADE RELIGIOSA E APLICAÇÃO EFETIVA

O artigo 1.º da Constituição do Chile1 afirma que as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. O Estado reconhece que “a família é a unidade fundamental da sociedade” e protege “os grupos intermédios através dos quais a sociedade se organiza e estrutura”. O artigo 1.º declara que “o Estado está ao serviço da pessoa humana e deve ajudar o indivíduo a alcançar a maior realização espiritual e material possível.”

O artigo 19.º (n.º 6) da Constituição garante “a liberdade de consciência, a expressão de todas as crenças e o livre exercício de todas as confissões religiosas que não sejam contrárias à moral, à decência e à ordem pública”. Além disso, estabelece: “As organizações religiosas são autorizadas a construir locais de culto de acordo com os requisitos legais de saúde e segurança definidos pelas leis e decretos.” O mesmo artigo afirma que os locais de culto usados exclusivamente para esse fim “estão isentos de todos os impostos”.

“Os pais têm o direito e o dever preferencial de educar os seus filhos” (artigo 19.º, n.º 10), enquanto “a liberdade de educação inclui o direito de abrir, organizar e manter instituições de ensino” (artigo 19.º, n.º 11).

Desde setembro de 2017 que o aborto é legal sob três fundamentos. A equipe médica, bem como as instituições, pode optar pela não participação, invocando o direito à objeção de consciência.2

A Constituição e as leis do Chile protegem a liberdade religiosa de mais de 4.0003 grupos religiosos reconhecidos no país. Nos termos da Lei n.º 19 638 de 19994 sobre a constituição legal das Igrejas e Organizações Religiosas, qualquer grupo religioso pode candidatar-se ao estatuto de entidade sem fins lucrativos. O Ministério da Justiça não pode recusar um pedido de registro, mas pode opor-se a qualquer submissão no prazo de 90 dias se houver lacunas relativas aos pré-requisitos legais na candidatura. Nesse caso, a entidade que concorre tem 60 dias para se opor aos pontos apresentados pelo Estado ou para procurar ressarcimento em tribunal. O Estado não pode cancelar o registro de uma organização religiosa depois de aceitar o seu registro. A Igreja Católica tem personalidade jurídica ao abrigo do direito público e tem de se registrar ao abrigo da lei mencionada acima.

A Lei n.º 196385 estipula que ninguém deve ser discriminado com base nas suas crenças religiosas. Esta lei consagra a liberdade religiosa e de culto, com autonomia e imunidade de coerção. Por isso, cada um pode professar uma crença religiosa à sua escolha, envolvendo-se em atos de culto em público ou em privado, individual ou coletivamente, celebrando festividades e desempenhando os seus ritos. A lei consagra também a liberdade de não desempenhar quaisquer ritos e a liberdade de abandonar uma religião. Os grupos religiosos reconhecidos são autônomos na educação e têm o direito de criar as suas próprias faculdades, clubes ou qualquer outra organização.

A Lei n.º 20.6096 inclui medidas contra a discriminação arbitrária, proibindo qualquer forma de exclusão ou restrição sem justificação razoável, que cause privação, agitação ou ameaça no exercício legítimo dos direitos fundamentais. Isto aplica-se especificamente quando esta discriminação se baseia em motivos específicos, incluindo raça, etnia ou religião.

O tratamento diferenciado é considerado razoável quando a pessoa está a exercer outro direito fundamental legítimo, como por exemplo a liberdade de consciência, a expressão de todas as crenças e o livre exercício de todas as religiões.7

INCIDENTES E EVOLUÇÃO

Tal como no período anterior, foram relatados ataques incendiários na região de Araucanía devastada pelo conflito, sobretudo com uma série de incidentes em julho e agosto de 2018 envolvendo igrejas evangélicas.8

Em outubro de 2019, a agitação social eclodiu como parte de um movimento mais amplo de mobilização de cidadãos. Os protestos violentos acompanharam o ativismo social, que levou à destruição de propriedade pública e privada. Foram reportados ataques repetidos e atos de vandalismo contra igrejas.9 Um relatório da ONG Comunidad y Justicia10 para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, divulgado durante a visita desta ao país (janeiro de 2020),11 observou que pelo menos 57 igrejas (51 católicas e seis evangélicas) foram alvo de atos de vandalismo desde outubro de 2019.

Neste contexto, a religião continua a ser uma questão importante. Em novembro de 2019, foi apresentado ao Congresso Nacional do Chile um projeto de lei que visava impor penas mais pesadas para ações criminais contra locais de culto.12

Em dezembro de 2019, o Cardeal Francisco Javier Errázuriz Ossa, Arcebispo Emérito de Santiago do Chile, foi verbalmente atacado na capital Santiago por ser cúmplice de um encobrimento de casos de abuso sexual.13 Em janeiro de 2020, tornou-se viral um vídeo que mostrava um grupo de homens encapuzados atacando um homem vestido de padre e o arrastando para fora da catedral. Contudo, de acordo com fontes oficiais, o incidente foi encenado.14

Nesse mesmo mês, um grupo de manifestantes perturbou a Missa de consagração do novo Arcebispo de Santiago e atirou restos de latas de gás lacrimogênio durante a comunhão.15 No sul do Chile, o Tribunal de Recurso da cidade de Concepción indeferiu um recurso interposto contra a arquidiocese local por esta ter celebrado o 8 de dezembro (Festa da Imaculada Conceição), temendo-se que isso pudesse conduzir ao vandalismo.16 Nesse dia, foram realizados protestos em várias partes do país com insultos contra a Virgem Maria.17

Em outubro de 2020, no primeiro aniversário do atual período de agitação social do país, foram praticados mais atos de vandalismo contra locais de culto, incluindo ataques incendiários contra igrejas patrimoniais, como a igreja paroquial de La Asunción, no centro de Santiago, cuja cúpula “ruiu em chamas”,18 e a igreja dos Carabineros (força policial nacional do Chile).19

O governo também realizou reuniões com vários grupos religiosos. 20Foram criadas comissões de trabalho conjuntas, bem como um grupo consultivo de especialistas em assuntos religiosos.21 Foi estabelecido um conselho consultivo sobre a Lei da Religião22 e foi criado um organismo inter-religioso para lidar com a pandemia da COVID-19.23 Contudo, não é claro o que se conseguiu alcançar com tudo isto. Em abril de 2019, foi dada terra às comunidades muçulmana e judaica para estabelecer um centro cultural e um Museu do Holocausto.24

Nos últimos dois anos, os tribunais estiveram ocupados tratando de questões relacionadas com a liberdade religiosa. Num caso em setembro de 2019, o Supremo Tribunal do Chile manteve uma multa imposta a uma estação de televisão por um sketch humorístico que era insultuoso para a Virgem Maria.25

Em setembro de 2019, o Supremo Tribunal aceitou um pedido de proteção jurídica (recurso de protección) contra o vizinho de uma paróquia por fechar o acesso à capela da Virgem Maria.26 Em relação às transfusões de sangue, que as Testemunhas de Jeová recusam,27 os tribunais autorizaram um hospital a efetuar transfusões e, numa ocasião, foi ordenada uma cirurgia sem transfusão de sangue.28

Em apenas alguns anos, a imigração duplicou o número de grupos religiosos estrangeiros no Chile.29

Antes da pandemia da COVID-19, os feriados religiosos populares continuaram a ser celebrados.30

Após o surto da pandemia, o governo proclamou o estado de emergência, sem regulamentação especial em matéria de religião. Significativamente, proibiu concentrações de mais de 50 pessoas em qualquer lugar. Algumas autoridades regionais emitiram estatutos que afetam exclusivamente a religião, restringindo assim a liberdade religiosa, mas que foram posteriormente revogados.31 Entretanto, foram apresentados pedidos de proteção jurídica, mas em dois casos os tribunais decidiram sem ter em conta o direito à liberdade religiosa,32 enquanto noutro caso os regulamentos administrativos foram considerados inconstitucionais, defendendo assim o direito de reunião para o culto religioso.33

As organizações religiosas têm contribuído de várias maneiras para a luta contra a pandemia.34 Apoiaram as autoridades nas suas decisões e abstiveram-se de celebrar liturgias e sacramentos.35 A fim de fazer face à emergência, também providenciaram instalações, tais como casas e abrigos para os doentes,36 bem como alimentos, assistência religiosa, cuidados para os migrantes, etc.37

PERSPECTIVAS PARA A LIBERDADE RELIGIOSA

O período 2018-2020 assistiu a um recrudescimento dos ataques contra igrejas. Anteriormente, os ataques estavam centrados numa região do país ligada à causa mapuche, mas, desde outubro de 2019, a violência e o vandalismo contra as igrejas espalharam-se para incluir várias cidades, um sintoma de intolerância à religião e um sinal de que o Estado é incapaz de a proteger. Os tribunais também não conseguiram defender o direito à liberdade religiosa devido a uma má compreensão deste direito fundamental. Consequentemente, as perspectivas para o futuro próximo são negativas e motivo de preocupação.

NOTAS

1 Chile 1980 (rev. 2015), Constitute Project, https://www.constituteproject.org/constitution/Chile_2015?lang=en (acesso em 19 de novembro de 2020).
2 “Ley 21.030. Regula la despenalización de la interrupción voluntaria del embarazo en tres causales”, Ley Chile, Art. 1º, n.º 3, https://www.leychile.cl/Navegar?idNorma=1108237&buscar=21030 (acesso em 28 de outubro de 2020).
3 “Entidades Debidamente Registradas y Publicadas al 6 de diciembre de 2017”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), https://www.onar.gob.cl/wp-content/upLoads/2019/10/ENTIDADES_DEBIDAMENTE_REGISTRADAS_Y_PUBLICADAS_06 December 2017.pdf (acesso em 28 de outubro de 2020).
4 “Ley 19.638. Establece normas sobre la constitución jurídica de las iglesias y organizaciones religiosas”, Ley Chile, https://www.leychile.cl/Navegar?idNorma=145268&buscar=19638 (acesso em 19 de novembro de 2020).
5 Ibid.
6 7“Ley 20.609. Establece medidas contra la discriminación”, Ley Chile, https://www.leychile.cl/Navegar?idNorma=1042092&buscar=20609 (acesso em 28 de outubro de 2020).
7 Ibid.
8 “Incendian iglesia evangélica en Chile”, Hoy Digital, 11 de julho de 2018, https://hoy.com.do/incendian-iglesia-evangelica-en-chile/; Victor Fuentes Besoain, “Queman templo evangélico y dejan mensaje en apoyo a dos condenados en ‘caso iglesia’”, Economía y Negocios, 4 de agosto de 2018, http://www.economiaynegocios.cl/noticias/noticias.asp?id=493257 (acesso em 19 de dezembro de 2019).
9 “Quemaron una iglesia pentecostal en Valparaíso tas protestas en Chile,” Mundo Cristiano, 21 de outubro de 2019, https://www1.cbn.com/mundocristiano/latinoamerica/2019/october/lsquo-quemaron-una-iglesia-pentecostal-en-valparaiso-rsquo-tras-protestas-en-chile (acesso em 2 de fevereiro de 2020); Francisco Meliñir, “Encapuchados incendiaron Iglesia Alianza Cristiana y Misionera de Pua”, Somos 9, 29 de outubro de 2019, https://somos9.cl/2019/10/29/encapuchados-incendiaron-iglesia-alianza-cristiana-y-misionera-de-pua/ (acesso em 2 de fevereiro de 2020); Francisca Plaza, “7 Iglesias evangélicas quemadas se registran en dos semanas de movilizaciones”, Radio Agricultura, 2 de novembro de 2019, https://www.radioagricultura.cl/nacional/2019/11/02/7-iglesias-evangelicas-quemadas-se-registran-en-dos-semanas-de-movilizaciones.html (acesso em 2 de fevereiro de 2020); Macarena Gayangos, “Chile y el ataque más feroz a una iglesia desde el inicio de las protestas”, Aleteia, 9 de novembro de 2019, https://es.aleteia.org/2019/11/09/chile-y-el-ataque-mas-feroz-a-una-iglesia-desde-el-inicio-de-las-protestas/ (acesso em 2 de fevereiro de 2020); J. Navarrete y L. Cerda, “Encapuchados queman iglesia institucional de Carabineros durante nueva jornada de manifestaciones y disturbios”, La Tercera, 3 de janeiro de 2020, https://www.latercera.com/nacional/noticia/incendian-iglesia-san-francisco-borja-medio-disturbios/961070/ (acesso em 2 de fevereiro de 2020).
10 “Vulneraciones a la libertad religiosa en Chile”, Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Visita in loco, Santiago de Chile, 26 de janeiro de 2020, Comunidad y Justicia, https://comunidadyjusticia.cl/wp-content/uploads/2020/05/informe-libertad-religiosa-cyj-febrero-2020-1.pdf (acesso em 19 de novembro de 2020).
11 “CIDH culmina visita in loco a Chile y presenta sus observaciones y recomendaciones preliminares”, Organização dos Estados Americanos, 31 de janeiro de 2020, https://www.oas.org/es/cidh/prensa/comunicados/2020/018.asp (acesso em 28 de outubro de 2020).
12 “Senado – Proyecto de Ley – Que aumenta las penas a los delitos relacionados con daños a lugares destinados al ejercicio de un culto”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 2 (Ano 15) novembro de 2019, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/4664 (acesso em 10 de dezembro de 2019).
13 “Joven defiende de agresión en la calle a Cardenal”, Aci Prensa, 5 de dezembro de 2019, https://www.aciprensa.com/noticias/joven-defiende-de-agresion-en-la-calle-a-cardenal-26944 (acesso em 8 de dezembro de 2020).
14 “Ataque contra ‘sacerdote’ en Catedral fue un montaje, dice Arzobispo”, Aci Prensa, 5 de janeiro de 2020, https://www.aciprensa.com/noticias/ataque-contra-sacerdote-en-catedral-fue-un-montaje-dice-arzobispado-93183 (acesso em 8 de dezembro de 2020).
15 David Ramos, “Arrojan restos de bombas lacrimógenas en Misa de instalación de Arzobispo en Chile”, Aci Prensa, 11 de janeiro de 2020, https://www.aciprensa.com/noticias/arrojan-restos-de-bombas-lacrimogenas-en-misa-de-instalacion-de-arzobispo-en-chile-55209 (acesso em 8 de abril de 2020).
16 “Corte de Apelaciones de Concepción declara inadmisible recurso de protección contra Arzobispado”, Poder Judicial, 6 de dezembro de 2019, https://www.pjud.cl/home, https://www.pjud.cl/noticias-del-poder-judicial/-/asset_publisher/kV6Vdm3zNEWt/content/corte-de-apelaciones-de-concepcion-declara-inadmisible-recurso-de-proteccion-contra-arzobispado?redirect=https%3A%2F%2Fwww.pjud.cl%2Fnoticias-del-poder-judicial%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_kV6Vdm3zNEWt%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-2%26p_p_col_pos%3D1%26p_p_col_count%3D2 (acesso em 28 de outubro de 2020).
17 “Ante los insultos a la Madre de Dios”, Obispado de San Bernardo, 12 de dezembro de 2019, http://www.obispadodesanbernardo.cl/2019/12/12/ante-los-insultos-a-la-madre-de-dios/ (acesso em 28 de outubro de 2020).
18 José Navarrete y Ignacio Leas (SIC), “Cae cúpula de Parroquia de la Asunción tras ataque y vuelven a incendiar iglesia de Carabineros”, La Tercera, 18 de outubro de 2020, https://www.latercera.com/nacional/noticia/sujetos-irrumpen-y-prenden-fuego-a-parroquia-de-la-asuncion-en-el-segundo-ataque-a-un-templo-durante-la-jornada/OH5C36KTTVGOPEVQERK4FJWCCU/ (acesso em 28 de outubro de 2020).
19 “Declaración del episcopado: Que la violencia no intimide nuestro anhelo de justicia para Chile”, Conferencia Episcopal de Chile, 18 de outubro de 2020, http://www.iglesia.cl/41365-declaracion-del-episcopado–que-la-violencia-no-intimide-nuestro-anhelo-de-justicia-para-chile.html (acesso em 28 de outubro de 2020).
20 “1er Encuentro Metropolitano de Líderes Religiosos”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), 28 de janeiro de 2019, https://www.onar.gob.cl/1er-encuentro-metropolitano-de-lideres-religiosos/ (acesso em 8 de dezembro de 2020).
21 “ONAR inaugura Mesa Consultiva de expertos en materia religiosa”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), 31 de maio de 2019, https://www.onar.gob.cl/onar-inaugura-mesa-consultiva-de-expertos-en-materia-religiosa/ (acesso em 8 de dezembro de 2020).
22 “Mesa consultiva de la Ley de Culto se constituyó en el Bíobio”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), 12 de junho de 2019, https://www.onar.gob.cl/mesa-consultiva-de-la-ley-de-culto-se-constituyo-en-el-biobio/ (acesso em 8 de dezembro de 2020).
23 “Ministro Ward preside primera sesión de la Mesa Interreligiosa para enfrentar Covid-19”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), 23 de abril de 2020, https://www.onar.gob.cl/ministro-ward-preside-primera-sesion-interreligiosa-covid-19/ (acesso em 28 de outubro de 2020).
24 “Plaza del Encuentro: Gobierno apoya inciativa de comunidades Judía y Musulmana”, Oficina Nacional de Asuntos Religiosos (ONAR), 18 de abril de 2019, https://www.onar.gob.cl/plaza-del-encuentro-gobierno-apoya-iniciativa-de-comunidades-judia-y-musulmana/ (acesso em 8 de dezembro de 2020).
25 “Corte Suprema – Acoge recurso de queja contra sentencia de Corte de Apelaciones de Santiago que confirmó resolución administrativa del Consejo Nacional de Televisión que sancionó y multó a estación televisiva por rutina humorística que difamó (sic) a la Virgen María”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 11 (Ano 14) setembro de 2019, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/2716 (acesso em 10 de dezembro de 2019).
26 “Corte Suprema – Acoge recurso de protección en contra de propietaria de un terreno colindante a parroquia de San Vicente de Tagua Tagua, por cerrar el acceso a ermita de la Virgen María”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 11 (Ano 14) setembro de 2019, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/3236 (acesso em 10 de dezembro de 2019).
27 “Corte de Apelaciones de Santiago – Acoge Recurso de Protección y autoriza a Hospital a que realice todos los tratamientos necesarios, incluidas transfusiones sanguíneas a lactante, a cuyos padres se oponen por razones religiosas”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 5 (Ano 14) fevereiro/março de 2019, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/969/1061 (acesso em 10 de dezembro de 2019], “Corte de Apelaciones de Santiago – Acoge recurso de protección deducido y autoriza transfusión de sangre de paciente miembro de los Testigos de Jehová, internado en el Hospital San José”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 5 (Ano 15) fevereiro de 2020, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/9494 (acesso em 20 de março de 2020).
28 Felipe Delgado, “Corte Suprema acoge recurso para que hospital capitalino opere a Testigo de Jehová sin transfusiones”, Biobío Chile, 16 de dezembro de 2019, https://www.biobiochile.cl/noticias/nacional/region-metropolitana/2019/12/16/corte-suprema-acoge-recurso-para-que-hospital-capitalino-opere-a-testigo-de-jehova-sin-transfusiones.shtml (acesso em 2 de fevereiro de 2020).
29 Pamela Gutiérrez, “Comunidades haitianas forman sus propias iglesias y los pastores podrían crear una nueva asociación”, Economía y Negocios, 7 de janeiro de 2019, http://www.economiaynegocios.cl/noticias/noticias.asp?id=536167 (acesso em 28 de outubro de 2020).
30 Gisele Vargas, “Celebran tradicional fiesta de Cuasimodo en Domingo de la Divina Misericorida”, Aci Prensa, 29 de abril de 2019, https://www.aciprensa.com/noticias/celebran-tradicional-fiesta-de-cuasimodo-en-domingo-de-la-divina-misericordia-fotos-64943; “Romería en honor a la Virgen del Carmen corona los 200 Years de independencia de Chile”, Aci Prensa, 26 de novembro de 2018, https://www.aciprensa.com/noticias/romeria-en-honor-a-la-virgen-del-carmen-corona-los-200-anos-de-independencia-de-chile-10701; Gisele Vargas, “Celebran tradicional fiesta de Cuasimodo en Domingo de la Divina Misericorida”, Aci Prensa, 29 de abril de 2019, https://www.aciprensa.com/noticias/celebran-tradicional-fiesta-de-cuasimodo-en-domingo-de-la-divina-misericordia-fotos-64943 (acesso em 8 de dezembro de 2020).
31 Luis Estéban Muñoz, “Seremi de Salud instruye prohibición de actividades religiosas, culturales y deportivas”, Radio UdeC, 23 de março de 2020, https://www.radioudec.cl/2020/03/23/seremi-de-salud-instruye-prohibicion-de-actividades-religiosas-culturales-y-deportivas/ (acesso em 28 de outubro de 2020).
32 Nicolás Díaz, “Corte revoca medida de la Seremi de Salud Bío Bío que levantó prohibición de actividades religiosas”, Bío Bío Chile, 12 de maio de 2020, https://www.biobiochile.cl/noticias/nacional/region-del-bio-bio/2020/05/12/corte-revoca-medida-de-la-seremi-de-salud-bio-bio-que-levanto-prohibicion-de-actividades-religiosas.shtml (acesso em 28 de outubro de 2020).
33 “Corte de Apelaciones de Concepción – Sentencia declara que autoridad administrativa no está facultada para prohibir actividades religiosas durante estado de excepción”, 23 de julho de 2020, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 10 (Ano 15) julho de 2020, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/18113 (acesso em 28 de outubro de 2020).
34 “Iglesia Católica en Chile se pone a disposición de autoridades por Covid-19”, Conferencia Episcopal de Chile, 20 de março de 2020, http://iglesia.cl/40145-iglesia-catolica-en-chile-se-pone-a-disposicion-de-autoridades-por-covid-19.html (acesso em 28 de outubro de 2020).
35 “Arzobispado de Santiago – Disposiciones para la Semana Santa 2020 por contingencia de COVID-19”, Boletín Jurídico del Observatorio de libertad religiosa de América Latina y El Caribe, n.º 6 (Ano 15) de março de 2020, http://ojs.uc.cl/index.php/bjur/article/view/10404 (acesso em 28 de outubro de 2020).
36 Paola Calderón Gómez, “Congregaciones chilenas ponen a disposición casas para enfermos de COVID-19”, Prensa Celam, 31 de março de 2020, https://prensacelam.org/2020/03/31/congregaciones-chilenas-ponen-a-disposicion-casas-para-enfermos-de-covid-19/ (acesso em 28 de outubro de 2020); “Obispado de Talca pone a disposición de las autoridades sus cuatro casa de ejercicios”, Diócesis de Talca, 24 de março de 2020, https://www.diocesisdetalca.cl/noticias/1752-obispado-de-talca-pone-a-disposicion-de-las-autoridades-sus-cuatro-casas-de-ejercicios (acesso em 28 de outubro de 2020).
37 “Cáritas Valparaíso apoya a migrantes en la crisis humanitaria del COVID 19”, Conferencia Episcopal de Chile, 24 de abril de 2020, http://www.iglesia.cl/40356-caritas-valparaiso-apoya-a-migrantes-en-la-crisis-humanitaria-del-covid-19.html (acesso em2 de novembro de2020); “Coronavirus: cómo enfrenta la comunidad judía de Chile los efectos de la pandemia”, Iton Gadol, 7 de agosto de 2020, https://itongadol.com/latinoamerica/coronavirus-como-enfrenta-la-comunidad-judia-de-chile-los-efectos-de-la-pandemia (acesso em 2 de novembro de2020).

LISTA DE
PAÍSES

Clique em qualquer país do mapa
para ver seu relatório ou utilize o menu acima.

Religious Freedom Report [MAP] ( 2021 ) Placeholder
Religious Freedom Report [MAP] ( 2021 )
Perseguição religiosa Discriminação religiosa Sem registros
Perseguição religiosa
Discriminação religiosa
Sem registros

Calem-se as armas!

Quanto rezamos ao longo destes anos pela paz no Iraque! (…) E Deus escuta; escuta sempre! Cabe a nós ouvi-Lo, andar nos seus caminhos. Calem-se as armas! Limite-se a sua difusão, aqui e em toda a parte! (…) Chega de violências, extremismos, facções, intolerâncias!

Papa Francisco

Palácio Presidencial em Bagdá. Sexta-feira, 5 de março de 2021. Discurso do Santo Padre às autoridades, à sociedade civil e ao corpo diplomático do Iraque.

SOBRE A ACN

ACN (Ajuda à Igreja que Sofre no Brasil) é uma organização católica fundada em 1947 pelo Padre Werenfried van Straaten para ajudar os refugiados de guerra. Desde 2011 reconhecida como fundação pontifícia, a ACN dedica-se a ajudar os cristãos no mundo inteiro – através da informação, oração e ação – especialmente onde estes são perseguidos ou sofrem necessidades materiais. A ACN auxilia todos os anos uma média de 5.000 projetos em 130 países graças às doações de benfeitores, dado que a fundação não recebe financiamento público.

Conheça a ACN