versão para impressão

ACN ajuda a Casa do Menor

10 de dezembro de 2020

E se você pudesse salvar a vida de uma criança no Natal? Acolhê-la e apresentá-la a Deus? Saiba que você já faz isso quando realiza sua doação para a ACN. Quem diz isso é o Padre Renato Chiera, um sacerdote italiano que está há 42 anos no Brasil dedicando-se para recuperar as crianças e jovens que vivem nas ruas.

Graças aos benfeitores da ACN, a Casa do Menor São Miguel Arcanjo, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, terá material para evangelização e uma capela para acolher crianças e jovens que, muitas vezes, terão seu primeiro contato com Deus nesse lugar de oração.

A ACN ajuda a Casa do Menor com Bíblias para as crianças e também a melhorar suas estruturas, pois o trabalho realizado pelo Padre Renato e sua equipe é um milagre diante de nossos olhos: vidas de crianças que antes só conheciam a violência e o ódio, descobrem a semente do amor em seus corações. “Somente em Deus encontram esse útero-amor que as ama como elas precisam”, observa Padre Renato.

“Nós não somos abrigo, somos casa, lar, família!

A história da Casa do Menor começou em 1978, quando o Padre Renato chegou ao Brasil e começou a andar pelas regiões mais carentes do Rio de Janeiro. Lá, ele se deparou com a violência nas crianças que entravam no narcotráfico. Em apenas um mês, 36 jovens foram mortos em sua paróquia. Padre Renato percebeu que isso era resultado de as crianças não terem feito “a mais importante experiência do ser humano: a filiação. Se esta experiência não acontece de forma positiva, a criança se desenvolve de forma desarmoniosa e com carências que procura preencher com drogas e outras coisas, sem conseguir. Esses meninos que não foram ‘filhos’ precisam fazer a experiência de serem amados e assim começarem a amar.”

Incomodado com tudo o que via, em 1982 um pedido de socorro entrou na casa de Padre Renato: “um órfão que vivia pelas ruas quase como um cachorro e usava drogas para tentar matar a fome do coração. Ele disse, ‘padre, eu não quero morrer, já atiraram em mim, vão me matar’. O sangue já corria pelo seu pescoço. Eu o acolhi, se sentiu amado, já não queria mais se drogar ou roubar. Fez catequese, começou a trabalhar”. Ainda assim, um dia o menino foi morto por um esquadrão da morte. Padre Renato percebeu que precisava criar algo novo para esses meninos. Nascia aí a Casa do Menor São Miguel Arcanjo.

“Comecei a acolher esses meninos. Na minha casa, depois na garagem. Meu fusquinha podia dormir do lado de fora, mas Jesus nos meninos, não. Hoje, os meninos têm pais e mães sociais com os quais fazem a experiência se serem filhos amados. Amá-los e ensiná-los a amar é a nossa maneira de evangelizar. A evangelização cura”.

A alegria perfeita

Padre Renato agradece aos benfeitores da ACN por proporcionarem que ele continue criando um lar para receber essas crianças. Construir uma capela para uma obra como a Casa do Menor é oferecer um lugar ao Menino Jesus que nasce para trazer luz ao mundo. “Agradecemos à ACN pelo apoio importante para estruturas de formação e de crescimento espiritual. Aos benfeitores, gostaria que pudessem se alegrar conosco pelos milagres de transformações e resgates de vidas que já estavam condenadas à morte. Queridos e queridas, a vossa doação certamente salva vida de bebês, de crianças e adolescentes. Vocês são os braços da Providência de Deus. Vocês fazem uma doação material e Deus lhes doa a alegria de se sentir útil hoje e, no futuro, lhe doa o paraíso”, agradece Padre Renato.

A Casa do Menor é um exemplo de que todas as vezes que você realiza sua doação, o Natal acontece. Deus nasce mais uma vez na manjedoura de um coração. Para que mais milagres como esse aconteçam, a ACN precisa de você. Muitos esperam por sua ajuda agora mesmo, rezam na esperança de que corações como o seu estejam abertos para ajudá-los. Faça sua doação!

Leave A Comment