O Papa Francisco irá presidir a Missa de Corpus Christi no Altar da Cátedra da Basílica com a presença de 50 fiéis. Na Itália, a celebração será no domingo, dia 14. A celebração por ocasião de Corpus Christi começa às 9h45 no horário italiano (4h45 no horário de Brasília). Terá transmissão ao vivo do Vatican News, com comentários em português. Ao final, a exposição do Santíssimo Sacramento e a bênção eucarística concedida pelo Pontífice. A ACN também irá compartilhar a transmissão em sua página do Facebook.

A cerimônia se conclui com a exposição do Santíssimo Sacramento e a bênção eucarística concedida pelo Pontífice, assim como aconteceu durante as missas transmitidas via streaming ao mundo, diariamente, de 9 de março a 17 de maio. Nesse período, a Itália e outros países não podiam realizar as celebrações com a participação dos fiéis por causa da pandemia.

As celebrações do Papa Francisco

Já no ano passado, o Papa Francisco presidiu a missa de Corpus Christi no adro da Igreja de Santa Maria Consoladora, no bairro de Casal Bertone, zona leste de Roma. Em 2018, a celebração foi realizada na praça em frente à paróquia de Santa Mônica, no bairro de Ostia, no litoral de Roma. De 2013 a 2017, a missa foi celebrada na Basílica de São João de Latrão, seguida da procissão eucarística até a Basílica de Santa Maria Maior.

Origens da Solenidade

As raízes da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remontam ao século XIII. Em 1215, diante daqueles que alegavam a presença simbólica e não real de Cristo na Eucaristia, o Quarto Concílio de Latrão afirmava a verdade sobre a Transubstanciação, que o Concílio de Trento, em 1551, reafirma em modo definitivo: com a consagração do pão e do vinho ocorre a conversão de toda a substância do pão na substância do Corpo de Cristo, e de toda a substância do vinho na substância do seu Sangue.

Na Bélgica, após as experiências místicas de Santa Juliana de Cornillon foi instituída uma festa local em Liège, em 1247. Depois de alguns anos, em 1263, um sacerdote da Boêmia celebrava uma Missa na cidade italiana de Bolsena, próxima a Orvieto. O sacerdote estava aflito pela dúvida sobre a presença real de Jesus: durante a consagração, da hóstia partida saíram algumas gotas de sangue. Depois desse evento, Papa Urbano IV determinou, em 1264, estender a toda a Igreja a Solenidade de Corpus Christi.

Vatican News