//Celebrações marcam retorno à Planície de Nínive

Celebrações marcam retorno à Planície de Nínive

2018-05-11T10:15:43+00:00 setembro 18th, 2017|Notícias|

Cerca de 500 famílias cristãs – 2.500 pessoas – celebraram o tão esperado retorno à Planície de Nínive (Iraque) com cerimônias que marcaram um novo começo em suas cidades e aldeias de origem.

 

Em Qaraqosh, a maior das cidades cristãs de Nínive, sacerdotes e pessoas passavam pelas ruas agitando ramos de oliveira e cantando hinos em aramaico, a língua de Jesus Cristo. Protegidos pelo pessoal de segurança em veículos blindados, a procissão foi encabeçada por sacerdotes que erguiam altos crucifixos.

Onde houve destruição, agora brota um recomeço

A Santa Missa foi celebrada na Igreja Siríaco Católica da Imaculada Conceição, no centro da cidade, um edifício profanado e queimado pelos militantes do grupo autodenominado Estado Islâmico (EI). Durante a cerimônia, o coordenador dos projetos para o Oriente Médio da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, Pe. Andrzej Halemba, pediu às pessoas que perdoem aqueles que os forçaram sair de suas casas e atacaram suas cidades e aldeias. O padre também disse aos que voltavam para casa: “É claro que choramos quando vemos a violência que foi realizada, mas devemos remover a raiva de nossos corações. Não deve haver ódio no nosso interior. Devemos nos reconciliar com o nosso próximo”. Posteriormente, Pe. Halemba, que organizou as cerimônias em conjunto com o clero local, distribuiu uma oliveira para cada família, simbolizando o regresso a suas raízes, às comunidades onde viveram durante séculos.

Outra cerimônia de distribuição de oliveiras ocorreu no domingo, dia 10 de setembro, na Igreja Siríaco Ortodoxa Virgem Maria em Bartella, a cidade com maior número de siríaco católicos, próxima à Qaraqosh. Os registros marcam que pelo menos 2 mil famílias, cerca de 10 mil pessoas, voltaram para a cidade. Espera-se que outras 500 famílias, 2.500 pessoas, retornem até o final do mês de setembro.

Apoio da ACN

A ACN está reformando centenas de casas nas aldeias cristãs da Planície de Nínive, que foram destruídas durante a ocupação do EI de agosto de 2014 a outubro de 2016. A instituição de caridade pastoral também está empenhada em reformar as igrejas da região, como a restauração em curso da Igreja de São Jorge.

Agradecendo pela organização das cerimônias e pela ajuda na reparação de domicílios, o arcebispo siríaco ortodoxo, Timotheos Moussa Al Shamany, de Bartella, disse: “Esta foi uma ótima maneira de marcar o início do nosso regresso às nossas casas – à terra a qual pertencemos”.

Mais celebrações e procissões foram realizadas da quinta-feira, 14 de setembro, dia da Exaltação da Santa Cruz, festa especialmente importante na região.

 

Leave A Comment