//Bispo pede orações após ataque no Paquistão

Bispo pede orações após ataque no Paquistão

2018-05-22T16:24:43+00:00maio 22nd, 2018|Notícias|

Orações pelos cristãos que sofreram o terceiro ataque no Paquistão em cinco meses é o pedido do arcebispo paquistanês Dom Sebastian Shaw.

Cidade de Quetta. Quatro agressores em motocicletas começaram a atirar em pessoas próximas a igreja no bairro cristão de Essa Nagri. Dois cristãos – Rashid Khalid e Azhar Iqbal – e outros três ficaram feridos. O ataque aconteceu no dia 15 de abril;  quase duas semanas depois que uma família católica de Lahore foi morta a tiros em frente à casa de um parente que visitavam durante à Páscoa.

Os mortos – chamados de Parvaiz, Kamran, Tariq e Fordous – haviam acabado de de sair; tinham ido comprar sorvete quando foram atacados. De acordo com um grupo missionário do Paquistão, os agressores deixaram um panfleto na cena do crime descrevendo o assassinato como “o primeiro episódio de genocídio contra cristãos”. O grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) assumiu então a responsabilidade pelos dois ataques.

Pedido do bispo de Lahore

Em entrevista à ACN, o arcebispo D. Sebastian Shaw, de Lahore, disse que “os fiéis em Quetta estão profundamente preocupados e assustados. Todos estes sofrimentos e dores podem ser superados pela fé, por isso, através da ACN, peço a todos que rezem pela paz e harmonia; para que as pessoas de todas as religiões possam viver  pacificamente no Paquistão”.

O arcebispo, que deu a entrevista durante uma visita à sede internacional da ACN em Königstein, na Alemanha, disse: “Dependemos muito da comunhão espiritual que temos com os amigos e benfeitores da ACN, sobretudo quando vemos todas essas atrocidades acontecendo, uma depois da outra”.

Ele acrescentou: “Quando somos tentados a perder a esperança, lembramos da compaixão e oração de vocês; de que vocês estão conosco, ao nosso lado.”

O arcebispo pediu mais proteção policial: “O governo deve proporcionar maior segurança para que todas as pessoas possam viver lado a lado, seguras e sem medo”.

Outros ataques recentes

Os cristãos de Quetta foram atacados também em dezembro. Dois homens-bomba invadiram então um presépio lotado na Igreja Metodista de Bethel. O ataque resultou em 11 mortos, além dos mais de 50 feridos.

Em outubro passado, militantes islâmicos lançaram granadas contra uma igreja protestante na área de Arbab Karam Khan, em Quetta; mas como os fiéis já haviam deixado o local, ninguém ficou ferido.

Naquele mesmo mês, o Paquistão foi apontado pelo aumento da perseguição religiosa no relatório “Perseguidos e Esquecidos” publicado pela ACN. Trata-se de um relatório sobre os cristãos perseguidos por causa de sua fé; uma análise produzida a cada dois anos pela Fundação Pontifícia, analisando regiões do mundo particularmente violentas, onde os fiéis estão sob a ameaça de violações da liberdade religiosa.

O Paquistão é um país prioritário para a ACN; que apoia projetos da Igreja perseguida e necessitada em 140 países.

Leave A Comment