Se não fossem as aparições de Nossa Senhora em Fátima, talvez a ACN não existisse nos dias de hoje. Isso porque seguimos a “estratégia espiritual” indicada pela Rainha do Rosário em Fátima: para afastar o maior mal deste mundo, o ateísmo e, desse modo, doar a paz.

“Se obedecerem aos meus desejos haverá a paz”, disse Nossa Senhora em 1917. Suas palavras proféticas e a consagração do mundo que Ela solicitou, são ainda hoje, depois de 100 anos, de uma importância decisiva. O Papa Pio XII chegou a avaliar as aparições de Fátima “como a maior intervenção de Deus na história da humanidade após a morte dos apóstolos”.

Deus quis, por meio da vinda de Maria, em Fátima, preservar o mundo da catástrofe da Segunda Guerra Mundial e do comunismo ateu. Mas as palavras de Nossa Senhora encontraram pouca credibilidade. Até hoje sofremos as terríveis consequências do “não dar ouvidos”: perseguição aos cristãos, apostasia numa dimensão incalculável, uma decadência moral como a história nunca presenciou e ameaças de guerra em todas as partes do mundo, às vezes beirando o conflito nuclear. Aquilo que Maria mostrou aos três pequenos pastores é hoje mais atual do que nunca. O Papa emérito Bento XVI disse na sua homilia em Fátima: “Iludir-se-ia quem pensasse que a missão profética de Fátima esteja concluída”.

“A humanidade em uma encruzilhada”

“A humanidade se encontra numa encruzilhada como nunca antes… Ela tem hoje meios tremendamente potentes: ela é capaz de fazer deste mundo um jardim florido ou um amontoado de cinzas”, escreveu São João Paulo II na consagração do mundo ao Coração de Maria. Para colaborarmos nesse “jardim florido”, Maria nos deu recursos bem simples, sobrenaturais, utilizáveis até mesmo pelas crianças: a reza do Rosário, a consagração ao seu Coração Imaculado, a Comunhão reparadora nos primeiros sábados e o sacrifício diário que aceitamos por amor a Deus. Neste sentido, a ACN tem a sua “cadeira cativa” no coração da mensagem de Fátima.

Consagração da ACN a Nossa Senhora de Fátima

O amor do Padre Werenfried pela Mãe de Deus apresentada em Fátima era tão grande que, no dia 14 de setembro de 1967, ele consagrou a ACN a Nossa Senhora de Fátima com esta bela oração:

Santa Maria, Mãe de Deus,
olhai os Vossos filhos que,
suplicantes, se voltam para Vós.
Vós que sempre dissestes “Sim” a Deus,
Sois bendita entre todas as mulheres.
Modelai o nosso coração à semelhança do Vosso
na alegria do vosso Espírito.
A Vós, Mãe das Dores e Virgem Imaculada,
consagramos a nossa vida
e toda a Obra que nos foi dada realizar
em serviço da Igreja perseguida e ameaçada.
Protegei-nos como também a todos os que nos são caros.
Protegei todos aqueles que por Deus
nos foram confiados.
Concedei-nos a Vossa Fé,
a Vossa Esperança,
a Vossa Caridade.
Tomai-nos à Vossa guarda como uma mãe
e ficai sempre conosco.
Amém.

Pe. Werenfried van Straaten
Fundador da ACN

Clique aqui e assista também ao vídeo que mostra um pouco mais da história da ACN com a Mensagem de Fátima

Também hoje, 13 de maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, o Frei Rogério Limá irá conduzir a oração do Terço ao vivo, a partir das 19 horas, pelo Facebook e o canal da ACN no Youtube. Participe