versão para impressão

“Um milhão de crianças rezando o Terço” – recorde de participação

26 de outubro de 2020

Para atender ao apelo do Papa Francisco, que convidou todas as crianças a aderirem a esta iniciativa, jovens de nada menos que 136 países diferentes e de todos os continentes, participaram do mais recente evento anual “Um Milhão de Crianças Rezam o Terço”, promovido pela ACN.

O evento aconteceu no dia 18 de outubro deste ano. “O envolvimento deste ano marca um recorde histórico, desde o início da iniciativa em 2005”, afirmou Padre Martin Barta, assistente eclesiástico da ACN International.

A ideia central da iniciativa era orar pela paz e unidade no mundo. Aliás este foi o principal pedido das crianças de Maiduguri, no norte da Nigéria, fortemente atacadas pelo Boko Haram. Nas fotos recebidas pela fundação, as crianças oram mostrando suas mensagens e desenhos pedindo o fim da violência e pelos cristãos perseguidos. Esta foi também a principal oração das 517 crianças que se juntaram da Armênia, um país que está mergulhado na guerra neste momento.

Crianças rezando o Terço pelo mundo todo

De Minsk, capital da Bielo-Rússia, outro país atormentado pela violência e agitação há várias semanas, as crianças também se juntaram a esta oração mundial pela paz e pela unidade, foi o que revelou Dom Tadeusz Kondrusiewicz, Arcebispo de Minsk. Ele, que atualmente está no exílio, só pôde aderir às orações online, porque não tem permissão para retornar ao seu país.

Igualmente na Planície de Nínive (Iraque), um grande grupo de crianças se reuniu em frente a uma imagem da Virgem Maria em Telskuf para rezar o Terço pela paz no mundo, por todos aqueles que sofrem e pelo fim da pandemia do coronavírus.

A dor pelas vítimas da pandemia esteve também presente nas orações na Nicarágua, desde o Mosteiro dos Monges Contemplativos Albertinianos de Estelí, onde faleceu há poucas semanas o fundador da congregação, de COVID19. Eles rezavam “por todos os afetados pela doença e para a saúde de todos ”.

Oração em família foi uma opção para evitar aglomerações

“Por causa da pandemia, que está afetando tantas pessoas, as crianças em alguns países não conseguiram se reunir em grandes grupos, então oraram em família. Vimos vídeos maravilhosos de crianças em Beirute, no Líbano, e em Carúpano, na Venezuela, onde as crianças rezavam em suas próprias casas ”, disse Padre Martin Barta.

Na Europa, centenas de escolas em toda a Espanha, na Grã-Bretanha e na Eslováquia apoiaram a iniciativa. Enquanto isso, na Coreia do Sul, as crianças da escola diocesana na capital Seul participaram do Terço no dia 22 de outubro.

Crianças rezam no Brasil

Aqui no Brasil a ACN realizou uma live com as crianças para rezar o Terço. Frei Rogério Lima, assistente eclesiástico da ACN no Brasil, rezou desde Goiana, Pernambuco, com transmissão ao vivo pelo Youtube e Facebook da ACN Brasil. Também muitas famílias partilharam imagens e vídeos com a ACN, mostrando a união na oração. Escolas de várias partes do Brasil também continuaram na semana seguinte rezando o Terço com os alunos.

A campanha “Um Milhão de Crianças Rezam o Terço” teve origem em Caracas, Venezuela, com um pequeno grupo de crianças que se reuniu para rezar esta oração. Alguns dos adultos presentes relembraram as palavras do Padre Pio, que disse: “Quando um milhão de crianças rezarem o Rosário, o mundo mudará”.

Leave A Comment