Rio Congo é a mais nova das dez regiões de missão do vicariato apostólico de Darien (Panamá), na fronteira com a Colômbia. Em torno de 3.500 pessoas vivem aqui, espalhadas por mais de 38 pequenas comunidades. Dezoito destas comunidades já têm sua capela, enquanto que as outras 20, também de fiéis católicos, estão tentando construir suas próprias capelas.

As pessoas são muito pobres. A maioria é de trabalhadores rurais que migraram do interior e que apenas conseguem sobreviver pelo cultivo de arroz e bananas. Mas o que mais importa para eles é sua fé e eles têm um rico tesouro de piedade popular.

É preciso um carro para o trabalho missionário

A festa do padroeiro local é de grande importância para eles. Para que este evento possa se tornar uma ocasião de confirmação e aprofundamento da fé do povo, a diocese estabeleceu há alguns anos uma campanha de evangelização. Logo após o festival do padroeiro, um grupo de evangelizadores visita os fiéis católicos em suas casas, transmitindo o Evangelho e a fé católica. É indispensável o trabalho dos catequistas, responsáveis pela vida de fé da comunidade. Afinal, os dois padres, que têm que percorrer uma grande área, nem sempre conseguem estar presentes.

Os padres visitam regularmente as comunidades para celebrar a Santa Missa e administrar os sacramentos. As pessoas esperam ansiosamente sua visita. No entanto, muitos destes assentamentos só são acessíveis no período da estiagem, entre janeiro e abril, pois nos outros meses há grande chuva, os rios transbordam e muitas das estradas ficam intransitáveis.

Os dois padres têm somente um carro à sua disposição e ele já não está em condições de rodar nas atuais condições das estradas. É preciso substituir o carro para o trabalho missionário. A ACN prometeu ajudar para que possam comprar um veículo adequado para aquelas condições. Isso irá possibilitar um trabalho pastoral melhor e mais intenso dedicado às pessoas da região de Rio Congo.

Você pode nos ajudar? Para doar, clique aqui.