//Nepal: Para que a caridade não encontre barreiras

Nepal: Para que a caridade não encontre barreiras

2017-01-18T12:40:29+00:00outubro 13th, 2016|Projetos|

Faz quase 10 anos que as irmãs da Santa Cruz começaram o seu apostolado no Nepal. Elas ajudam, sobretudo, na educação para crianças de famílias pobres, e acolhem com hospedagem àquelas que moram nas aldeias mais distantes, possibilitando que frequentem a escola apesar da distância de casa. Muitas destas crianças enfrentam uma viagem de 3 horas até sua casa nos feriados escolares. Se elas não tivessem a oportunidade de morar com as irmãs, dificilmente conseguiriam terminar os estudos.

As irmãs também oferecem cursos de costura para as mulheres, que em geral não tiveram antes oportunidade de estudar. Elas também ensinam a essas mulheres um pouco de economia e administração do seu dinheiro. Muitas dessas famílias vivem com a renda exata para a sobrevivência, e muitas outras só conseguem trabalhos temporários em plantações de chá e campos de arroz dos grandes latifundiários. Além disso, as irmãs mantêm clínicas de saúde móveis e fornecem assistência médica para o povo das aldeias mais remotas e nas montanha. Sempre que as irmãs vão a essas aldeias, são recepcionadas por pessoas doentes que as aguardam com muita esperança. Muitas não têm como se locomover até a clínica móvel.

O grande problema que as irmãs enfrentam, no entanto, é não ter um veículo próprio. Toda vez que precisam transportar os doentes, elas têm que pegar um carro emprestado. E elas de fato precisam de um veículo para conseguirem chegar até seu novo ponto de missão em Korobari, há 90km de distância. Há dois ônibus diários para lá, mas após às 13h30min não há mais nenhum transporte público disponível. Depois desse horário só se pode viajar de moto ou carroça. Assim, os doentes têm de esperar até o dia seguinte, quando os ônibus voltam a circular. As irmãs também têm que transportar diferentes tipos de materiais, já que recentemente abriram uma escola ali. Não é nada além de uma cabana de bamboo, mas as crianças que ali são ensinadas formam a primeira geração do lugar que recebem uma educação escolar.

As religiosas aguentaram até onde puderam por si só, mas precisaram clamar por ajuda para darem conta de todos esses serviços. Um veículo as ajudaria muitíssimo. Todavia, este precisa ser robusto e resistente, capaz de passar por lugares não pavimentados, uma vez que as condições das estradas e rodovias são as piores possível. A ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) está feliz em ajudar com os recursos para esse valioso investimento.

One Comment

  1. rosane flores da costa 16 de outubro de 2016 at 12:43 - Reply

    Bom dia lindo de primavera,sentindo as dores de meu irmãos sofredores com guerra,milicias,e refugiados..decidi me dedicar a algum projeto de pessoas muito mais necessitadas do que essas que me dedico ha mais de 30 anos.Me disponho a ajudar em qualquer frente .TRabalho com ed.fisica,mais especifico-ginastica ritmica,com inclusao social em todo estado de santa caatrina.Eduquei meus filhos soozinha,hje todos mto bem resolvidos,morando no exterior,lutando e estendendo maos aos mais necessitados..minha filha tem clinica e atendimento pelo SUS aqui no estado..hoje a ginastica possui 4 meninas,as quais patrocino muitas coisas com verba de meu proprio trabalho.porem deixarei alguem de herdeiro desse meu trabalho.e quero me dedicar a quemr ealmente mais precisa de ajuda.Isso parte de dentro de meu coraçao ha anos..hoje tenho liberdade para tal..sou sozinha,nao quis mais casar,e fiz muito pelo meue stado..o qual tem uma renda mto alta e poucas epssoas necessitadas.Os projetos acima citados é que precisam de mim.Adoro indigenas,mulheres gravidas,ter psicologico para vencer obstaculos,India super populaçao e e el salvador com o social em pergio diariamente..me disponho aos projetos da ACN gostaria mto receber contatos de v.sa. muita paz,rosane flores da costa prof educaçao fisica,mãe e vluntaria…

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!