versão para impressão

Papa no Iraque: o que os cristãos esperam

13 de janeiro de 2021

O Papa Francisco deve visitar o Iraque de 5 a 8 de março deste ano. Um dos lugares de sua rota proposta é a cidade de Qaraqosh – ou Baghdeda, como é conhecida pelos cristãos. Fica cerca de 32 km a leste de Mosul. A saber, antes da invasão pelo chamado Estado Islâmico (EI), era a cidade cristã mais populosa do Iraque.

Desde que a região foi reconquistada pelas forças iraquianas e seus aliados, em outubro de 2016, dezenas de milhares de cristãos deslocados voltaram para suas antigas casas. De acordo com as últimas informações publicadas pela ACN International, que ajudou na reparação e reconstrução dessas casas, cerca de 43% das famílias cristãs que viviam em Bagdeda antes da invasão IS, já voltaram. A ACN falou com três cristãos envolvidos nas obras de reconstrução da cidade e perguntou o que esperam do Papa no Iraque.

Rooney Baqtar, engenheiro de 42 anos

O que essa visita significa para você?

Esta visita do Papa no Iraque tem um valor moral e não econômico. Afinal este é um tópico que envolverá a opinião pública em todo o mundo, especialmente no Iraque. Sinto que tenho um papel importante a desempenhar nesse momento.

O que você gostaria de dizer ao Santo Padre?

Seria maravilhoso poder conhecê-lo e gostaria de poder dizer: “Precisamos de proteção internacional, porque nossa comunidade cristã foi deslocada à força”.

O que você gostaria de mostrar a ele em Qaraqosh / Baghdeda? Que lugares ele deve visitar?

Eu gostaria de poder mostrar a ele as igrejas e casas que foram queimadas, para que ele pudesse ver a destruição deixada pelo IS nesta cidade. E também nosso Museu do Patrimônio de Baghdeda, para que possamos mostrar a ele nossa história e cultura.

Padre Ammar Yako, um padre católico sírio, de 44 anos

O que a visita significa para você?

A visita papal é o que mais desejamos aqui. Será uma grande bênção. Temos muita vontade de vê-lo. O que dá maior importância a esta visita é a situação tão vulnerável que estamos sofrendo como cristãos no Iraque. Existem muitas razões para esta vulnerabilidade, incluindo as consequências do que o IS deixou para trás. A enorme destruição que levou à emigração dos cristãos. Muitos problemas estão pesando sobre nós. Mas quando ele vier nos visitar, nos dará uma nova esperança e confiança e algum alívio para este fardo. Além disso, há o fato de que a situação de segurança no Iraque, e especialmente a situação política, é muito instável. Por isso esperamos que, quando o Papa chegar, eles garantam sua segurança como deveriam.

O que você gostaria de dizer ao Santo Padre?

Gostaria de pedir a ele que me dê sua bênção, que abençoe meu ministério e o trabalho árduo de todos os padres aqui. Também abençoe todas as pessoas com suas orações. Peço que ele ajude todos os que estão em perigo neste país, sejam eles cristãos ou muçulmanos. E que ele possa se esforçar para encorajar os países do mundo a apoiar esta nação, que está realmente necessitada.

O que você gostaria de mostrar a ele em Qaraqosh / Baghdeda? Que lugares ele deve visitar?

Eu adoraria que ele visitasse a igreja de Al-Tahira, porque é um símbolo e um rico legado cultural de Baghdeda. Esta igreja é a mãe, o lar e a herança de cada um dos habitantes de Bagdeda. Nossos antepassados construíram esta igreja, e todos nós sentimos que fazemos parte dela. Claro, ficaríamos felizes se ele visitasse muitos lugares diferentes – igrejas, mosteiros e casas tradicionais – e também que ele pudesse encontrar todas as pessoas que desejam vê-lo.

Fadi Saqat, 27, coordenador dos projetos da ACN nas planícies de Niniveh

O que a visita do Papa significa para você?

A visita do Papa no Iraque elevará nosso ânimo e moral mais do que qualquer outra coisa. Todos os olhos do mundo estarão em Baghdeda. E assim o mundo saberá o que aconteceu a esta cidade. A terrível destruição e a limpeza étnica forçada. Também será bom se depois obtivermos mais apoio e ajuda. Esta visita é muito importante para nós, para aqueles que vivem aqui, especialmente depois da massiva limpeza étnica e expulsão de tantos de nós. Sua visita significa que não estamos sós e que há pessoas orando por nós. Isso nos dará uma nova esperança e nos encorajará a perseverar, aqui em nossa própria terra, e não a abandonar.

O que você gostaria de dizer ao Santo Padre?

Se eu tiver a oportunidade de conhecê-lo, gostaria de agradecer por sua visita, que nos deixou muito felizes, e por suas orações. Também gostaria de agradecer por tudo o que fez para nos ajudar nos últimos tempos. Não esqueci seu grande gesto de solidariedade ao leiloar o Lamborghini a fim de usar o dinheiro para ajudar a pagar a reconstrução de nossas casas nas planícies de Niniveh. Também gostaria de lhe pedir que continue orando por nós e para que a paz volte ao Iraque.

O que você gostaria de mostrar a ele em Qaraqosh / Baghdeda? Quais lugares ele deve visitar?

Eu gostaria de mostrar a ele nossa histórica igreja de Al-Tahira e algumas fotos de Baghdeda. Eu gostaria que ele pudesse ver como foi destruído por IS e como as pessoas aqui trabalharam tão duro recentemente para reconstruí-lo mais uma vez. Atualmente, a ACN tem muitos projetos em andamento para o trabalho de reconstrução e apoio pastoral para as igrejas locais de vários ritos cristãos no Iraque.

Leave A Comment