Frente ao desafio provocado pela pandemia do coronavírus que se alastrou pelo Brasil, a ACN enviou mais uma ajuda de emergência para socorrer os mais necessitados.

Muitas pessoas que passam por dificuldades contam quase que exclusivamente com a Igreja Católica. E a ACN está trabalhando para que a sua caridade chegue de forma efetiva aos que esperam por socorro. Desde o início da pandemia a ACN aprovou muitos projetos, sobretudo para que aqueles que estão na linha de frente tenham condições de continuar ajudando os que mais precisam. Apenas no último mês, a ACN enviou ajuda para mais de 300 padres, religiosas, missionários e seminaristas aqui no Brasil.

Um dos exemplos é o estado do Ceará, muito afetado pela Covid-19. Na Diocese de Itapipoca, região norte do estado, a Igreja luta para manter o espírito solidário e ajudar os cristãos que dependem dela. E a ACN, graças aos seus benfeitores, consegue estender a mão ao povo também de Itapipoca.

De acordo com o Padre Francisco Danísio Silva, ecônomo local, a Diocese é carente e está passando por um momento muito delicado: “Nós sofremos Nova ajuda de emergência para o Brasil muitas dificuldades. Vou citar duas delas. A primeira é o contato com o povo. Nosso povo precisa muito da gente, da nossa oração, da nossa companhia, dos nossos conselhos. Por conta da pandemia, este contato físico está prejudicado. Outro ponto é a questão financeira, que diminuiu bastante. Houve uma redução de cerca de 60% do dízimo. Não temos mais as ofertas, porque as missas presenciais não estão acontecendo. Então a situação está bem complicada. Os recursos que tínhamos estão esgotados”, explica.

Um apelo emergencial

Quanto à ajuda ao povo, em algumas paróquias os padres conseguiram arrecadar alimentos para fazer cestas básicas logo no princípio da pandemia. Elas foram distribuídas para as pessoas mais carentes. “Ainda temos tentado arrecadar alimentos, mas agora está muito difícil pois o povo está ficando sem condições”, explica o Padre. Algumas paróquias, por meio da Pastoral Familiar, estão distribuindo um sopão toda noite a quem mais precisa. No entanto estes recursos também estão chegando ao fim.

O Padre Danízio conta com a caridade do povo. “Neste momento que estamos vivendo, é muito importante a ajuda de cada um. Com o pouco que temos, conseguimos ajudar muitas pessoas. Nossa igreja é pobre, carente, mas rica da graça de Deus e de pessoas boas e generosas. Quem pode, que ajude neste momento para que nossos irmãos e irmãs não passem tanta necessidade”.

Ele também envia um recado para todos os benfeitores da ACN. “Vocês, que são os benfeitores da ACN, nos ajudam muito. Neste período, a ajuda de vocês está diretamente ligada à ajuda que prestamos a estes irmãos e irmãs que tanto necessitam de nós, de nosso olhar, de nossa atenção e também da nossa caridade. Peço a Deus, por intermédio de sua Mãe, Maria Santíssima, que abençoe cada um de vocês. Que a sua generosidade sirva para a vossa salvação. Ajudar o próximo nos assemelha ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Nosso muito obrigado a todos vocês que nos ajudam na evangelização por meio da caridade em todo nosso mundo”.

A ACN quer – e precisa – ajudar ainda mais padres, religiosas e missionários a continuarem suas atividades de socorrer o próximo. Mais projetos já foram aprovados. Contamos agora, mais uma vez, com a sua caridade.