versão para impressão

Não se esqueça do povo da Síria

1 de fevereiro de 2021

O coronavírus está fazendo com que o Ocidente se esqueça do povo da Síria, que ainda precisa desesperadamente de cura após quase uma década de conflito – de acordo com uma freira que arriscou a vida para fornecer ajuda urgente.

A irmã Annie Demerjian disse à organização católica Ajuda à Igreja que Sofre (ACN), que o COVID-19 interrompeu a recuperação do país. Ela disse: “A Síria é como alguém que passou por uma operação séria e precisa se curar. Precisa se recuperar e, de repente, não tem esse tempo de recuperação. O mundo começou a se esquecer da Síria e isso é doloroso. ”

A irmã Annie, uma das principais parceiras do projeto ACN, explicou que, quando as pessoas estavam começando a reconstruir suas vidas, a pandemia foi um golpe cruel. “Todo mundo sabe que estamos saindo de uma situação muito difícil, a guerra civil. As pessoas começam a respirar, os cristãos que sobreviveram começam a ficar de pé. Então veio a pandemia e as pessoas entraram em colapso. É um grande fardo – sem trabalho, sem empregos. ”

É que preciso que o mundo não se esqueça do povo da Síria

A irmã Annie enfatizou que a combinação da guerra civil, a pandemia e novas sanções econômicas contra o governo da Síria, deixaram muitas pessoas em uma pobreza absoluta. Ela disse: “A vida sem eletricidade e gás é muito difícil e isso por causa das sanções. Apenas a cada duas horas temos uma hora de eletricidade. Isso não é suficiente para aquecer uma casa. Não há gás suficiente para cozinhar alimentos. ” Destacando a pobreza galopante, ela disse: “Muitas vezes recebemos ligações, as pessoas estão com fome, não têm o que comer”.

A ACN ajudou a irmã Annie a fornecer casacos para mais de 26.000 crianças durante os meses de inverno, onde as temperaturas podem cair abaixo de zero. A irmã conta: “Um pai não pode comprar um casaco para seu filho porque ele custa o mesmo valor do seu salário, ou mais.

Nossa campanha foi para famílias que não conseguiam aquecer seus filhos. Tem ajudado milhares de crianças. “Não dá para imaginar a alegria no rosto e nos olhos das crianças quando receberam os casacos. ACN financiou isto. ” Enfatizando que a campanha gerou empregos, a irmã Annie acrescentou: “Estamos tentando ajudar a economia, 40 lojas e fábricas que fizeram os casacos, também criaram empregos. Tínhamos dois objetivos: criar empregos e distribuir casacos para nossos filhos neste inverno rigoroso. ”

Agradecimento especial

A irmã Annie terminou agradecendo aos apoiantes da ACN. “Mesmo nesta época difícil, os benfeitores da ACN não pararam de nos apoiar. Vou orar por todos eles e também pelos trabalhadores da ACN – vocês estão fazendo um trabalho incrível. Através da ACN, ajudamos 270 famílias idosas com o custo de vida diário. Também apoiamos 84 famílias com o aluguel, entre Aleppo e um pouco de Damasco. ”

Leave A Comment