versão para impressão

Confiança em Deus

10 de dezembro de 2020

Toda criança é um voto de confiança de Deus na humanidade. Por isso, uma das características mais encantadora das crianças é a sua confiança. Crianças, sobretudo as menores, confiam cega e incondicionalmente. Mas, ao passo em que crescem, vai desaparecendo esse dom celestial. Desilusões, promessas não cumpridas, mágoas, infidelidade – tudo isso vai minando a confiança. Algumas pessoas acabam não confiando em mais ninguém.

Na realidade, a desconfiança é a consequência mais triste do pecado original. No Paraíso, Satanás conseguiu semear a desconfiança nos corações de Adão e Eva. Assim, o homem perdeu o relacionamento de confiança com Deus como seu Pai. Para curar essa ferida do homem, Deus veio à terra como uma criança que confia totalmente em Deus, restaurando a relação arruinada entre Pai e filho. É por isso que o Natal é também uma grande celebração da confiança mútua entre Deus e o homem e entre os próprios seres humanos.

Firmes na graça de Deus

Caros amigos, neste Advento queremos aprender com a Sagrada Família a confiar em Deus. Na angustiante procura por alguma hospedaria e na agonia da fuga para o Egito, José e Maria confiaram na Palavra de Deus e na criança que estava com eles. Somente uma confiança como essa pode nos livrar da ameaçadora situação mundial e do medo onipresente. É por isso que Santa Edith Stein, contemplando uma imagem do Menino Jesus de Praga, disse: “Não seria este o ‘imperador secreto’ que um dia porá fim a todo sofrimento? Pois é Ele que tem as rédeas na mão, mesmo que as pessoas pensem que são elas que estão reinando.”

Que as dificuldades e limitações não nos façam perder a confiança em Deus, especialmente na santa confissão e na celebração da Eucaristia. Nós, da ACN, confiamos também na graça de Deus que move os corações de vocês para aliviar a grande necessidade existente no mundo, e lhes somos agradecidos pela confiança que depositam em nós.

Um abençoado tempo de Advento e um feliz Natal a vocês e às suas famílias.

Pe. Martin M. Barta
Assistente Eclesiástico Internacional

Leave A Comment