//Após 10 anos presa, Asia Bibi é absolvida

Após 10 anos presa, Asia Bibi é absolvida

2018-10-31T14:20:26+00:00outubro 31st, 2018|Notícias|

Família de Asia Bibi descreveu a absolvição como o “momento mais maravilhoso” de suas vidas, agradecendo a Deus por responder às suas orações e mal pode esperar para abraçá-la.

A Suprema Corte do Paquistão revogou nesta manhã de quarta-feira, 31 de outubro, a sentença de morte de Asia Bibi. Em 2010, ela se tornou a primeira mulher no país condenada à morte por blasfêmia. Logo após o anúncio, sua filha de 18 anos, Eisham Ashiq, disse à Fundação Pontifícia ACN: “Estou muito feliz! Este é um momento maravilhoso e não vejo a hora de abraçar minha mãe e comemorar com minha família. Sou muito grata a Deus por ouvir nossas orações”.

Ashiq Masih, marido de Asia Bibi, disse: “Estamos muito felizes. Esta é uma notícia maravilhosa. Agradecemos muito a Deus e as orações de tantas pessoas que aguardaram sua libertação durante todos esses anos de sofrimento e angústia”. Um amigo próximo da família, Joseph Nadeem, disse que, ao ouvir a notícia, sua família imediatamente “dançou de alegria”. Então acrescentou: “Houve muitas lágrimas. Lágrimas de alegria, algo indescritível”.

Neville Kyrke-Smith, Diretor Nacional da ACN-UK, disse: “Hoje é como o alvorecer de uma nova esperança para as minorias oprimidas. É importante que a justiça não seja vista apenas para ser feita, mas sendo feita”; saudando a coragem dos juízes em absolver Asia Bibi em face da agressiva oposição de manifestantes islâmicos.

O Padre Emmanuel Yousaf, é diretor nacional da Comissão Católica para Justiça e Paz do Paquistão. Costuma auxiliar pessoas acusadas de blasfêmia, graças ao apoio de organizações como a ACN. “Estou feliz que a justiça finalmente tenha sido cumprida. No entanto, diante da atual situação de protestos de grupos extremistas, devido à absolvição de Asia Bibi, peço a Deus que proteja e abençoe Asia Bibi e sua família; mantendo todos os nossos irmãos e irmãs cristãos a salvo aqui no Paquistão”, enfatizou.

A decisão da Suprema Corte de hoje, anula a sentença de 2010 que Asia Bibi recebeu por insultar o profeta Maomé. é um crime passível de morte segundo o Artigo 295C do Código Penal do Paquistão – parte da chamada Lei da Blasfêmia.

A acusação foi feita contra ela após uma briga com os colegas muçulmanos. Disseram que, como cristã, ela havia contaminado um copo de água ao beber nele. Durante todo o período, Asia Bibi protestou contra as acusações, afirmando sua inocência. Agora, em 8 de outubro, o caso teve sua audiência final na Suprema Corte do Paquistão, na capital Islamabad.

Na época da audiência, sua filha e marido, estiveram no Reino Unido como convidados da ACN-UK; para chamar a atenção do mundo e conscientizar as pessoas e acerca do ocorrido e do julgamento.

*foto: Marido e filha de Asia Bibi no Reino Unido

Leave A Comment