//Uma nova igreja para a missão de Jubaguda, na Índia

Uma nova igreja para a missão de Jubaguda, na Índia

2018-06-28T09:21:34+00:00junho 21st, 2018|Projetos|

Jubaguda é uma das 36 aldeias da arquidiocese de Cuttack-Bhubaneswar, no estado de Odisha, no nordeste da Índia. O estado apareceu em trágicas manchetes em 2008, quando foi cenário de ataques violentos contra os cristãos. Trata-se de uma grande aldeia a cerca de 300 km ou sete horas de carro de Bhubaneswar. Encontra-se no sudoeste do estado de Odisha, nas montanhas internas de Kandhamal, e foi estabelecida pela primeira vez como uma missão em 1960 pelos padres vicentinos. É uma área promissora de evangelização.

Atualmente, a missão atende a aproximadamente 2.693 famílias (12.176 pessoas); em mais ou menos 51 aldeias de montanhas remotas. Destas, cerca de 770 famílias (4.850 pessoas) já professam a fé católica, e esse número está crescendo. Cerca de 90% das pessoas aqui pertencem aos povos indígenas Khonds; enquanto que os demais são dalits, a casta mais baixa da sociedade indiana. De acordo com nossos parceiros de projeto no local, os Khonds estão entre os povos em Odisha menos inculturados. Somam quase 1,5 milhão e falam seu próprio dialeto, o Kui. Até recentemente, essa tribo viveu escondida na selva, na pobreza e na ignorância; seguia uma forma de crença animista. Eles foram explorados social e politicamente. No entanto, isso aos poucos está mudando. Tanto eles quanto os Dalits ainda são extremamente pobres e vivem da agricultura de subsistência, cultivando arroz, milho e vegetais.

A missão de Jubaguda

Eles são muito gratos pelas bênçãos que missão lhes trouxe; incluindo os alojamentos para 270 alunos (meninas e meninos), um posto de saúde, a casa paroquial simples e o convento das religiosas. Dois sacerdotes e cinco irmãs vivem e trabalham aqui nesta missão, apoiados por uma equipe de 37 catequistas voluntários. No entanto, mesmo com seu trabalho em conjunto, os missionários não podem fazer mais do que compensar, em vez de superar, a crescente falta de infra-estrutura (estradas, eletricidade, escolas etc.).

Em março de 2008, Jubaguda quase foi destruída por violento levante popular, mas felizmente foi poupada. Apesar disso, as pessoas se agarraram a sua fé. E a Igreja está crescendo rapidamente aqui.

Nas aldeias atendidas pela missão, as pessoas têm de se reunir em cabanas de palha que funcionam como capelas. Nelas os sacerdotes também podem passar a noite, se necessário. Em 1978, foi construída uma pequena igreja com telhado de amianto em Jubaguda. No entanto, a igrejinha já não comporta as cerca de mil pessoas que compareciam à Santa Missa todos os domingos. Desse modo, foi preciso estabelecer uma segunda Missa dominical.

Uma nova igreja é necessária

Em março de 2013, um raio atingiu uma grande árvore, que caiu sobre a igreja. A maior parte do telhado afundou e metade desabou. Isso aconteceu no momento em que as crianças da creche estavam quase todas reunidas para rezar na igreja. Sessenta e duas delas ficaram feridas quando o telhado caiu. Porém, milagrosamente, nenhuma das crianças sofreu ferimentos graves.

A Santa Missa é agora realizada em uma sala na creche dos meninos; muito pequena, obviamente, para toda a comunidade. A princípio, planejava-se reparar simplesmente a igreja danificada. Mas, segundo especialistas, a reforma custaria mais do que construir uma igreja nova. Assim, agora a paróquia está planejando construir uma igreja nova e muito maior, mais adequada para a dimensão do atual número de fiéis católicos. A ACN já prometeu ajudar com os custos do projeto.

>> Saiba mais sobre a vida dos cristãos na Índia! <<

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!