//Uma igreja para a Etiópia

Uma igreja para a Etiópia

2012-01-05T18:51:11+00:00março 1st, 2011|Projetos|

Quando o padre Bonifácio Isenge quer checar seu e-mail, ele tem que fazer uma viagem de 320 quilômetros. Pois não há serviço de Internet no meio do mato, onde vive o povo Borana. Mas então, de fato, há muito pouco de tudo o que nós costumamos chamar de “civilização”.

O povo Borana é nômade e, enquanto alguns deles já se instalaram nesta área, depois que missionários católicos perfuraram poços para fornecimento de água aqui, muito outros continuaram a viajar sem rumo a procura de pasto para os seus rebanhos. O gado é a grande riqueza entre este povo, é tão precioso que eles jamais pensam em vender um, confirma o padre Bonifácio. Mas esta parte do sul da Etiópia é muito seca e a água é uma questão de vida ou morte. Portanto, não é surpresa os confrontos com membros de outras tribos, quando a água ou a pastagem fica escassa e uma tribo começa a pastar o seu gado no território do outro. Desde o momento em que a Igreja Católica se estabeleceu aqui, tem havido menos conflitos, mas antes disso era dado como certo que um homem tinha que ser corajoso e disposto a lutar. Se o outro homem sacou a arma, então ele também tinha que usar a sua. Era uma questão de “ele ou eu”. Hoje as coisas estão mudando lentamente, e os membros da tribo cristã são rápidos para apelar pela paz.

Na cultura do povo Borana, as menina não se “casam”, mas “são casadas”. Elas não são perguntadas se querem ou não. Até agora não houve nenhum senso de dignidade das mulheres. Se uma menina ficou grávida antes do casamento, ela então é vendida para uma tribo inimiga. Mas agora a vida das mulheres também está mudando para melhor. A Igreja Católica está conscientizando o povo que homens e mulheres são iguais aos olhos de Deus e incentivando à formação pessoal através da educação. “Nós incentivamos as pessoas a enviar seus filhos à escola e as crianças, por sua vez, passam a ter vontade de aprender”, diz o padre Bonifácio. E isso inclui as meninas. Os Padres do Espírito Santo abriram muitas escolas na região. No começo as pessoas ficaram desconfiadas, mas vieram a compreender que a educação pode ajudá-los a melhorar suas condições de vida e para salvaguardar os seus direitos. Ainda mais importante, eles podem agora adquirir uma compreensão mais profunda de sua fé por ser capaz de ler a Bíblia e outras literaturas religiosa.

“As pessoas adoram ouvir-nos. Ficaram encantados quando chegamos a eles. Eles são muito hospitaleiros e imediatamente ofereceram sua comida e o leite de suas vacas. Eles sabem que estamos aqui para ajudá-los. Nós dividimos tudo com eles, vamos buscar água com eles e todo o mais a pé com eles”, explica o padre Bonifácio. Quando ele veio pela primeira vez ao povo Borana, ele tinha que, antes de tudo, aprender a sua língua, e que estava longe de ser fácil. Mas, como ele nos diz, o povo ficou contente em ouvir um estrangeiro falando a língua deles.

As pessoas mais velhas não abraçam a fé cristã tão rápido, mas os jovens, especialmente os jovens, são muito abertos aos seus ensinamentos. A Santa Missa é um momento muito especial. Quando o sino adaptado toca, as pessoas já estão reunidas ali, à espera do padre. Se o sino não tocar, então todos ficam preocupados em saber onde o padre está.

Padre Bonifácio Isenge quer ter a certeza de que a fé coloca “raízes profundas” aqui. Para isso, ele sabe que uma igreja é importante, onde a Santa Missa pode ser celebrada e os fiéis possam se reunir para rezar. Haro Bake tem cerca de 16 quilômetros e é também a aldeia com o mercado mais importante da região. Muitos cristãos já se instalaram aqui, a fim deganharem a vida com o comércio. Mas eles vivem muito longe da missão, onde é dada instrução catequética e celebrada a Santa Missa e, assim, às vezes esquecemos que o domingo é o Dia do Senhor.

Em resultado disto, eles não têm muitas chances de viver e crescer na fé. Para superar este problema, os missionários estão agora na esperança de construir uma igreja aqui, o que será sem dúvida um importante centro de evangelização entre o povo Borana. Os padres já conseguiram um local, mas eles não têm os fundos necessários para a construção. Eles escreveram para nós: “O trabalho de evangelização que desejamos iniciar em Haro Bake chegará a todas as pessoas, ajudem-nos”.

3 Comments

  1. elizabeth tomie nascimento 5 de março de 2011 at 21:11 - Reply

    PAZ E BEM..São anjos como esses missionários que o mundo precisa,mas..cabe a nós também,ajuda-los doando um pouco do nossos bens,assim estaremos também participando desta maravilhosa MISSÃO DE EVANGELIZAÇÃO..Levar a PALAVRA DE DEUS ATÉ OS CONFINS DO MUNDO.

  2. Thiago 9 de março de 2011 at 14:19 - Reply

    Deus seja louvado pela vida de cada missionário, que o Espirito Santos sempre os guie e os proteja.

  3. Therezinha Aparecida Covolan 1 de setembro de 2011 at 17:35 - Reply

    Deus seja louvado por cada palavra dita
    por nossos irmãos(as)missionárias.Quando
    vejo o povo sofrido pela fome pela sede
    cinto um forte desejo de carrega-los no
    colo. Voce, que sofre junto com eles, sinta-se feliz, VOCE é sem duvida OUTRO CRISTO.
    Paz para todos.

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!