Al Quseir é um lugar estratégico na Síria. Esta localidade se encontra próxima da cidade de Homs e, ao mesmo tempo, perto da fronteira com o norte do Líbano e com a planície de Becaá. Durante a luta pelo controle de Al Quseir, quase todos os habitantes (60 mil), cristãos e muçulmanos, abandonaram a cidade.

Viviam ali 5 mil fiéis greco-melquitas. Quarenta deles morreram durante o conflito e oito estão desaparecidos. A cidade foi liberada em 20 de março de 2013, mas em Al Quseir 80% das casas continuam destruidas e estão inabitáveis. Das 750 famílias cristãs que viviam na cidade, 340 regressaram depois da reconquista pelo exército sírio.

Agora, o bispo deseja restaurar alguns edifícios: a igreja, a casa paroquial, o centro de catequese, o salão paroquial e alguns conventos. Estas obras são necessárias para impedir que estes imóveis da Igreja se deteriorem ainda mais. E também para que, através da reativação da vida da Igreja, se possa animar as pessoas a regressar para suas casas e a permanecer na cidade.

A Ajuda à Igreja que Sofre prometeu 100 mil reais para mais este projeto na Síria.