//Quênia: Uma nova igreja reforça a fé e esperança do povo

Quênia: Uma nova igreja reforça a fé e esperança do povo

2016-09-28T20:10:46+00:00agosto 10th, 2016|Projetos|

A paroquia de São Carlos Lwanga está dentro do vicariato de Isiolo, no nordeste do Quênia, numa área majoritariamente islâmica, onde os católicos não passam de 5% da população. A paróquia foi fundada em 2005 – o mesmo ano em que o então bispo Luigi Locati foi morto durante conflitos entre tribos. Há uma constante tensão nesta região entre agricultores e pastores, contrastando com a diminuição da hostilidade e rejeição entre a população islâmica para com os cristãos.

Ainda assim, a Paróquia de São Carlos Lwanga é muito ativa. Todo domingo mais de 700 pessoas participam da Missa, e muitos deles são crianças ou jovens. O número de pessoas procurando o batismo tem crescido todos os anos. Os padres buscam diferentes e criativas formas de transmitir a fé e enraizá-la nos corações. Por exemplo, todo domingo há uma competição para quem melhor contar histórias bíblicas. Toda semana, de sexta a domingo, acontecem encontros de catequese e seminários que abordam os costumes, a cultura, tradições ou ideias que podem ser danosas para o desenvolvimento humano. Os padres vão ainda ao encontro das famílias, visitando-as onde quer que elas estejam. É muito importante que os católicos desta região conheçam bem a sua fé e se fortaleçam nela, já que, por constituírem minoria religiosa, enfrentam grande resistência e hostilidade. Além disso, alguns muçulmanos continuam a tentar convencer os cristãos a abandonarem a fé, oferecendo vários tipos de incentivos, sobretudo material, como dar um camelo a todo aquele que renunciar ao cristianismo.

A paroquia possui quatro comunidades. Uma delas, a de São Pedro em Chechelesi, tanto cresceu que foi decidido torná-la uma paróquia independente. A população neste município aumentou consideravelmente desde que um poço foi construído ali. Agora, este povo sonha em erguer sua própria igreja, a sua paroquia. E foram à luta. Organizaram “Harambees”, grandes mutirões para arrecadar fundos, mas não tiveram muito sucesso. O povo é generoso e bom, no entanto 90% da população desta região de seca vive em extrema pobreza, com menos de dois reais por dia.

Mas foi graças a generosidade dos benfeitores da ACN que, novamente, o milagre aconteceu e fez com que o sonho deste povo se tornasse realidade. A nova igreja já recebeu as bênçãos episcopais, e o evento foi marcado por uma celebração repleta de alegria. Sem mais a dizer, os fiéis da nova paróquia de São Pedro in Chechelesi estão jubilosos por terem agora uma igreja para professarem a fé.

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!