A cerca de 97 km de distância da capital La Paz, na Bolívia, se encontra a pequena cidade de Coroico. Uma cidade rural cujo cultivo principal é de café e coca, e numa menor escala também milho, abacaxi e alguns outros vegetais. Todavia, a criação de aves e porcos constitui a principal atividade econômica local.

Na região da paróquia de São Pedro e São Paulo em Coroico não só está incluída a cidade de fato, mas também os povoados da redondeza – 145 no total. Em torno de 80% dos habitantes dessa área são católicos, assistidos na fé por 4 padres, 1 diácono e 15 catequistas leigos.

Existe atualmente um projeto de se construir mais duas capelas nesses povoados, para aumentar a presença da Igreja ali, de modo que as pessoas se vejam mais próximas da Igreja e se fortaleçam na vivência da fé. Além disso, com as capelas, mais crianças poderão ter acesso aos sacramentos e à iniciação cristã.

Um desses povoados, que se encontra a aproximadamente 50km de distância da paróquia, é Marquiriwi com cerca de 600 pessoas. Um dos padres busca estar regularmente presente na comunidade para celebrar a Santa Missa e administrar outros sacramentos. Outro povoado é Chiquiña, com cerca de 400 habitantes e a 20 km de Coroico. Aqui há 3 templos protestantes, mas nenhuma igreja católica. A Santa Missa, encontros de oração e formações de catequese têm de ser ou no centro social ou ao ar livre. Esta situação vem se arrastando há tempos e representa um grande risco ao povo frente as seduções das seitas que desfiguram a fé católica.

Em Marquiriwi e Chiquiña a ACN está apoiando a construção de duas capelas.