//Nesta terra corria sangue de mártires

Nesta terra corria sangue de mártires

2017-01-18T11:48:32+00:00 dezembro 20th, 2016|Projetos|

Arunachal Pradesh, região na ponta nordeste da Índia, é também chamada de “terra esquecida”. Isso porque os programas de desenvolvimento do governo não alcançam essa região de fronteira com a China, Mianmar e Tibete. Mas a Igreja está lá.

Há pouco mais de 20 anos os cristãos eram perseguidos em Arunachal, suas igrejas eram queimadas e suas colheitas destruídas. Durante o século XIX haviam ca- çadores de cabeças: missionários eram espancados e torturados. Aqui corria sangue de mártires. Até que, no final do século 20, os missionários abriram as portas das suas casas de missões. Muitos vieram conhecer o trabalho dos missionários e viram o quanto a mensagem do amor é boa e faz feliz, e assim o Evangelho foi se espalhando pelas aldeias. Apesar da perseguição persistente, quase 150 mil pessoas foram batizadas em 30 anos. E esse número tem aumentado. Em meados do ano 2000, os anciãos das aldeias chegaram à convicção de que a Igreja Católica é a verdadeira Igreja de Cristo. Juntamente com eles, mais de 500 pessoas foram batizadas.

A perseguição cessou. A messe germina. Mas persistem os obstáculos naturais das montanhas, das alturas e distâncias que não podem ser superadas sem um veículo adequado. A velha caminhonete, com a qual o Pe. Felix e o Pe. Esack transportavam os doentes para o hospital mais próximo (a 160 quilômetros de distância), transportava também pessoas para as comunidades de religiosas, além das visitas às aldeias para celebrar a Missa e ministrar os sacramentos. Hoje a caminhonete é, ironicamente, reconhecida como uma mula motorizada, que a cada duas semanas vai para a oficina. Simplesmente não vale mais a pena. “Ficamos com muito remorso”, diz o padre Felix, “quando temos de usar o dinheiro economizado pelas famílias, para a manutenção desse veículo. Mesmo assim eles o dão de bom grado, porque sabem que sem o carro nós não podemos vir”.

Cada vez mais as crianças e famílias esperam pela visita dos padres nas aldeias. Em nome de vocês, nós prometemos a compra de uma nova caminhonete. Eles contam com a nossa ajuda.

Leave A Comment