//Madagascar: 69 futuros seminaristas são formados

Madagascar: 69 futuros seminaristas são formados

2017-07-12T18:12:43+00:00julho 12th, 2017|Projetos|

A arquidiocese de Antsiranana, no extremo norte da ilha de Madagascar, tem uma área de 37.924 km² – maior que a Bélgica e quase do tamanho da Suíça. No entanto, com apenas 1,6 milhão de habitantes, é relativamente pouco povoada. Um pouco mais de 40% da população é católica, e os 65 padres diocesanos e 42 sacerdotes religiosos na arquidiocese têm que cuidar de paróquias que são, em muitos casos, tão grandes quanto as dioceses em outras partes do mundo.

Nesse contexto, uma das prioridades mais importantes é a formação dos futuros sacerdotes. E, felizmente, há 69 jovens que estão se preparando para o sacerdócio no seminário diocesano de Antsiranana. Nesse seminário, o maior cuidado é tomado para garantir que esses futuros sacerdotes recebam uma formação completa e sólida. Portanto, não só os treinamentos deles são intelectualmente sólidos, mas também recebem formação espiritual, bem como uma formação humana do caráter, de maneira a se tornarem verdadeiros pastores para os fiéis católicos. Tudo o que eles aprendem na universidade deve ser “alimento para a vida espiritual”, como explica o reitor. Os seminaristas devem antes de mais nada ser homens de oração, rezando o Rosário em particular ou em grupos, se dedicando à leitura espiritual e a meia hora de oração silenciosa antes da Santa Missa. Outro ponto vital é a formação da consciência. Eles também devem cultivar um senso de disciplina e dever e um forte senso de responsabilidade e respeito pela propriedade compartilhada. Para fortalecê-los nesse espírito, eles recebem responsabilidade individual por tarefas específicas dentro do seminário. E eles também devem ser psicologicamente bem equilibrados e emocionalmente maduros.

Esses jovens estão sendo intensamente acompanhados intelectualmente, espiritualmente e humanamente, ao longo do caminho para o sacerdócio. Você está apoiando a formação dessa nova geração de sacerdotes.

Leave A Comment