//Os jovens precisam de seu próprio espaço

Os jovens precisam de seu próprio espaço

2012-01-05T18:06:13+00:00outubro 24th, 2011|Projetos|

“É Ele que procura vocês, ainda antes que vocês o procurem! Respeitando plenamente a sua liberdade, se aproxima de cada um de vocês e propõe a si mesmo como resposta autêntica e decisiva para aquele anseio que habita dentro de vocês: uma vida que valha a pena ser vivida.”

Os jovens em Zagreb aclamaram vibrantes o Papa Bento XVI, quando este lhes dirigiu essas palavras, no dia 4 de junho. Alguns começaram a cantar, e a vontade era mesmo de fazer soar suas guitarras, baterias, cornetas, como eles tanto gostam de fazer na sua banda musical “VIS Proroci” (Profetas). Com a sua música eles dão expressão àquele anseio que o Papa acabara de mencionar. Com ela, anunciam a alegria da redenção, a presença de Deus entre os homens, através de música moderna, espiritual. São notas que fazem entrar em vibração e entusiasma os corações dos jovens na diocese de Subotica (Sérvia). A maior parte desses jovens católicos pertence à minoria croata. “VIS Proroci” organiza os cantos nas Missas e em outros encontros dos jovens. A sua música pop espiritual atrai.

Esse pequeno grupo de estudantes e universitários entre 16 e 25 anos, que se tinha formado em 2006 depois do encontro em Pula, na Croácia, transformou-se nesse meio tempo em um grupo de duzentos jovens. Muitos deles participam do encontro diocesano anual de jovens em Bac, na Sérvia. Esse encontro de um dia inteiro, com Missa, palestra, trabalho de grupo, esporte e concerto é uma espécie de Jornada da Juventude.

Pessoas jovens precisam não só de figuras proféticas como o Santo Padre; elas necessitam de um ambiente próprio – não precisa ser sempre um fabuloso centro paroquial, pode ser também a natureza aberta ou um porão –, precisam de suas próprias experiências na comunidade. Para isso serve a Pastoral da Juventude e, mais ainda, a Pastoral dos Acólitos, justamente na Sérvia, Macedônia, Bósnia e Croácia, países nos quais os rastros da guerra ainda são visíveis nas ruas e em muitos rostos. Essa Pastoral abre caminhos de reconciliação rumo a um futuro comum. Só há esperança para o futuro – disse o Papa Bento XVI na Croácia – se “a consciência é descoberta novamente como lugar da escuta da verdade e do bem, lugar da responsabilidade diante de Deus e dos irmãos em humanidade.”

Na formação das consciências a Igreja oferece a sua contribuição mais importante e preciosa à sociedade. É exatamente isso que acontece na Pastoral da Juventude. Por isso a AIS apóia esse trabalho no mundo inteiro. Não é só uma ajuda, mas também um investimento no futuro.

One Comment

  1. elizabeth tomie nascimento 12 de novembro de 2011 at 23:11 - Reply

    PAZ E BEM..SE NÃO INVESTIRMOS NA EDUCAÇÃO RELIGIOSA DOS JOVENS COMO SERÁ O AMANHÃ??..DOAM O QUE PUDER…SEU TEMPO,SEU DINHEIRO,SEUS BRAÇOS, SUAS PERNAS, SEUS OLHOS ,SEU CORAÇÃO.,SUA BOCA..DIZENDO..’ JESUS ESTÁ TE ESPERANDO..’..VEM……

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!