//Irmãs evangelizam em região inacessível de Cuba

Irmãs evangelizam em região inacessível de Cuba

2018-05-14T13:28:25+00:00 junho 26th, 2017|Projetos|

A congregação das Missionárias de Jesus Verbo e Vítima foi criada em 1961 no Peru. As irmãs trabalham sobretudo nas regiões em que há poucos sacerdotes. “Onde as estradas asfaltadas terminam, o trabalho das irmãs missionárias começa”, diz o lema delas.

 

Desde 2016, algumas irmãs desta congregação também têm atuado na diocese de Santa Clara, em Cuba. O bispo Arturo González Amador tem o prazer de tê-las em sua diocese nessa vasta região, remota e difícil, marcada tanto pela pobreza extrema, como pela falta de infraestrutura. É que as seitas estão se espalhando cada vez mais e parecem ter mais recursos à sua disposição do que a Igreja Católica local. E ao mesmo tempo, no entanto, o bispo nos diz o quão gratos são esses pobres habitantes da região às irmãs por visitá-los e ajudá-los. E o bispo elogiou o “tremendo zelo pastoral” dessas freiras.

 

Irmãs Missionárias de Jesus Verbo e Vítima na diocese de Santa Clara, Cuba
Irmãs Missionárias de Jesus Verbo e Vítima em região da diocese de Santa Clara, Cuba

 

As irmãs instruem crianças e adultos na fé católica e os preparam para receber os sacramentos. Elas visitam as famílias em suas casas e ajudam e acompanham os doentes. Elas também são autorizadas, com permissão do bispo, a organizar liturgias da palavra, a distribuir a Sagrada Comunhão e a celebrar casamentos e funerais. Muitas aldeias são tão remotas que há muitos anos não veem um padre. Muitas vezes, as pessoas têm apenas um conhecimento mais rudimentar de sua fé. “Muitos deles dizem que acreditam na Virgem Maria, mas não sabem sobre o seu Filho. Eles vivem por muitos anos sem Deus e sem instrução catequética”, informa a Irmã Veronica. Claramente, há uma grande quantidade de trabalhos de evangelização ainda a ser feito aqui. Felizmente, as crianças estão muito abertas a isso, e as irmãs ensinam a elas os valores morais adequados e contam tudo sobre Jesus.

Propomos ajudar essas irmãs em seu trabalho e também para ajudá-las com os custos básicos de vida.

Leave A Comment