//El Salvador: Educar na Fé

El Salvador: Educar na Fé

2015-10-19T13:34:47+00:00outubro 19th, 2015|Projetos|

O desafio da Igreja de educar as crianças e os jovens na fé, ajudando a descobrir um sentido de felicidade e a viver de forma autêntica o cristianismo.

El Salvador ainda não se recuperou completamente das consequências da guerra civil entre 1981 e 1991. O desemprego é alto, o abismo entre ricos e pobres é imenso e numerosas gangues fazem com que o país não seja seguro até hoje. A renda média de uma família é de aproximadamente cinco reais por dia. Quase a metade da população está vivendo em miséria extrema. Uma das consequências mais sérias dessa situação é a emigração em massa e a separação de muitas famílias. Até hoje, mais de dois milhões de cidadãos de El Salvador emigraram do país, uma tendência que é intensificada pelos laços econômicos estreitos com os Estados Unidos.

A Igreja Católica sofreu várias e diferentes formas de hostilidade durante a guerra civil. Entre outras causas, pela aberta defesa dos pobres feitas pelo arcebispo Romero, defesa essa que o levou a ser assassinado. Esta atitude de hostilidade contra a Igreja Católica favoreceu o crescimento de numerosas comunidades protestantes, algumas das quais recebem ajuda dos Estados Unidos há mais de 40 anos. A guerra civil, bem como uma série de catástrofes naturais, também levou muita gente para as seitas. Um desafio especial que a Igreja tem de enfrentar atualmente é a perda cada vez maior dos valores morais e o aumento do hedonismo e do materialismo. Entre os jovens, especialmente, há uma crescente falta de vontade de assumir responsabilidades, juntamente com uma indiferença geral com relação aos principais problemas da humanidade.

Mas as pessoas não podem dar testemunho daquilo que elas não conhecem. Em consequência, um dos principais desafios para a Igreja é educar as crianças e os jovens na fé, ajudando a descobrir um sentido de felicidade, a viver de forma autêntica como cristãos e a transmitir essa fé para outros. Um modo de ajudar nessa catequese é através de publicações da AIS, como a Bíblia da Criança e do Pequeno Catecismo Católico, Eu Creio. O bispo Dom Rodrigo Orlando Cabrera Cuellar, da diocese de Santiago de Maria, é muito grato por este material que o ajudou a promover a oração do rosário e a catequese na diocese. Ele está pedindo mais 20 mil exemplares do Pequeno Catecismo para crianças e jovens das 40 paróquias de sua diocese.

Leave A Comment