//Cercando os muros

Cercando os muros

2018-01-08T19:52:18+00:00 Janeiro 8th, 2018|Projetos|

Os ataques contra os cristãos são tem ocorrência regular no Paquistão atualmente. Quase todos os sacerdotes do país receberam, em algum momento, telefonemas ou cartas anônimas ameaçadoras. Mesmo os bispos do país recebem cartas com ameaças, exigindo que se convertessem ao islamismo.

Os ataques às igrejas e às propriedades eclesiais são frequentes e crescentes – agressões essas em geral muito mais graves do que simplesmente lançar pedras. Também houve ataques suicidas, atentados com bombas, ataques armados, ataques criminosos e assaltos por bandidos furiosos. O perigo de tais ataques é constante. Muitas igrejas estão sob proteção policial, e o governo exigiu que a Igreja tome medidas de segurança maiores.

Em 1995, a Diocese de Islamabad-Rawalpindi abriu um seminário menor em Lalazar, onde jovens que estão discernindo a vocação ao sacerdócio passam três anos de formação preliminar antes de entrar no seminário principal. Atualmente, existem 22 jovens seminaristas vivendo e estudando no Seminário Menor de Nossa Senhora de Lourdes, sendo apresentados à vida espiritual.

O seminário já está cercado por um muro, que, no entanto, sofreu danos em algumas partes. Estes buracos no muro permitem que pessoas não autorizadas possam acessar facilmente os terrenos do seminário. Em um país como o Paquistão, onde o terrorismo e a violência estão em todo o lado, este é um grande perigo, particularmente para os membros da minoria cristã perseguida. E assim, o muro precisa ser reparado e sua altura aumentada, para que possa proteger realmente os que estão dentro da construção. Mas, infelizmente, o próprio prédio do seminário foi construído há mais de 20 anos e também teve que passar por alguns reparos. Assim, a diocese procurou a Fundação Pontifícia ACN – Ajuda à Igreja que Sofre – na reconstrução do muro de proteção do seminário. A ACN já confirmou o apoio confiante na generosidade de seus benfeitores.

Leave A Comment