//Bulgária: Salesianos dão às crianças ciganas uma nova possibilidade

Bulgária: Salesianos dão às crianças ciganas uma nova possibilidade

2017-11-01T14:23:15+00:00novembro 1st, 2017|Projetos|

“Se não fizermos nada, o destino dos filhos dos ciganos estará selado”, disse o padre salesiano Martin Jilek de Stara Zagora na Bulgária Central, a 230 quilômetros a leste da capital, Sófia. “Eles se casam dentro de seu clã quando completam quatorze anos. Então eles têm filhos logo no início do casamento e vivem do benefício infantil pago pelo governo, que é de cerca de 40 levs por mês e filho (aproximadamente 80 reais). Essa é a única fonte de renda de muitas famílias ciganas”.

Cerca de 28 mil ciganos vivem em Stara Zagora, a maioria deles são crianças e adolescentes. Eles vivem em barracas, casas degradadas ou em estruturas de edifícios inacabados. Na Bulgária, cerca de um milhão de pessoas pertencem ao povo cigano. Não são conhecidos números exatos. Eles vivem em uma sociedade paralela. As estruturas do clã são veladas para as pessoas externas. O povo cigano é desprezado, odiado e banido pela sociedade búlgara.

O ressentimento é tão grande que até mesmo os búlgaros que têm um tom de pele ligeiramente mais escuro e, portanto, parecido com o dos ciganos, têm dificuldade em conseguir emprego. Os ciganos geralmente só conseguem atingir baixos níveis de escolaridade, quando conseguem estudar. Eles não recebem nenhuma formação técnica. Por esse motivo, muitos ciganos caem no desemprego e numa vida de pequenos crimes. Isso, por sua vez, fortalece os clichês e cria ainda mais obstáculos. A única fonte de renda que resta é o benefício infantil. Crianças têm como uma “apólice de seguro de vida” – e assim é dado outro passo para o empobrecimento completo: é um ciclo vicioso.

O padre Martin e seus confrades não se contentam em deixar as coisas como estão. Com o apoio da Fundação Pontifícia ACN – Ajuda à Igreja que Sofre, eles estabeleceram uma filial do seu colégio bem no meio do distrito dos ciganos e querem oferecer-lhes melhores oportunidades. O padre Martin sabe exatamente como isso pode ser feito: “Isso só é possível através das crianças. Os adultos são praticamente inacessíveis”.

“Para muitos, já é uma surpresa quando nos dirigimos a eles por seus nomes”

Os salesianos, por exemplo, criaram um tipo de programa de reforço escolar para depois das aulas – o que oferece muito mais para as crianças do que o nome sugere. Elas ficam na escola depois das aulas, comem, brincam e aprendem juntas. As regras elementares de etiqueta também são ensinadas a elas lá. “Depois que as crianças já estão conosco por algumas semanas”, disse o padre Martin, “elas começam a dizer ‘por favor’ e ‘obrigado’ “. Eles também se acalmam e deixam de ser tão hiperativas. “Muitas não recebem nenhuma atenção na casa de seus pais. Elas ficam perambulando pelas ruas e são evitadas por outros alunos não ciganos. “Para muitas dessas crianças, já é uma surpresa quando as chamamos por seus nomes”, disse o padre Martin. “Nós passamos muito tempo cuidando das crianças. Os pais rapidamente descobrem sobre isso, e logo começam a aparecer aqui também “.

O dia do trabalho nunca termina para os salesianos de Stara Zagora

Os ciganos vão e vem o dia todo no convento dos padres. Eles vêm para assistir a Santa Missa, ajudar em pequenas tarefas diárias, procurar conselhos ou apenas visitar. E os salesianos querem fazer muito mais. Está em seus planos um refeitório. “Isso nos dará a oportunidade de conversar com as pessoas. Queremos convencê-las a enviar seus filhos para a nossa escola”.

Esse, no entanto, é o principal problema: muitos pais não permitem que seus filhos recebam um nível de ensino superior ao da escola primária. Porque se o fizessem, eles não poderiam fazer com que se casem imediatamente. “É um trabalho difícil convencer os pais de que é melhor que seus filhos completem a sua educação escolar ou mesmo que tenham um diploma universitário do que apenas atrair pequenos benefícios para as crianças”, disse o padre Martin. No entanto, os primeiros sucessos já foram alcançados. “Muitos ciganos agora nos conhecem e entendem que não queremos o mal para eles”.

O maravilhoso trabalho dos salesianos na Bulgária é exemplo do impacto gerado pelos projetos apoiados pela ACN: a construção da igreja e do centro pastoral dos salesianos no assentamento cigano em Stara Zagora. Atualmente, a ACN está buscando doações para outro projeto na Bulgária: a renovação da paróquia “Sagrado Coração de Jesus” em Rakovski.

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!