//As Irmãs Clarissas do Cazaquistão precisam da nossa ajuda

As Irmãs Clarissas do Cazaquistão precisam da nossa ajuda

2014-05-29T13:50:26+00:00maio 30th, 2014|Projetos|

Hoje vivem no Cazaquistão cerca de 190 mil católicos, descendentes, em grande maioria, de países do leste europeu – poloneses, ucranianos e alemães da região do Rio Volga – que foram deportados por Stalin para a Ásia Central. Metade dessa população formada pela ação soviética é hoje muçulmana; enquanto os cristãos dos mais diversos seguimentos compõem cerca de 13%.

Na cidade de Pavlodar, com 400.000 habitantes, ao norte do país, uma comunidade de quatro irmãs da Congregação das Clarissas Pobres vive, desde 2009, em um convento contemplativo. Além do convento, primeiro da ordem no leste da Ásia Central, existe apenas uma paróquia católica na cidade. Desse modo, o serviço das irmãs é ainda mais precioso.

Desde 2011, as irmãs começaram a trabalhar na estrutura do convento, incluindo sua capela, onde rezam em adoração perpétua ao Santíssimo Sacramento. No princípio, foi difícil obter uma licença para a construção, mas as irmãs não desistiram de orar com confiança pela ajuda de Deus. Além das irmãs, um grupo de jovens também tem participado da adoração e vários estão interessados na vida das Clarissas. Ao mesmo tempo, o convento tornou-se um centro de encontro entre os diferentes credos.

Mesmo em meio a tantos trabalhos, a capela ainda não foi finalizada. Por isso, as irmãs se voltam agora para a Ajuda à Igreja que Sofre, na esperança de obter ajuda. Acreditamos, confiantes, de que nossos benfeitores não irão deixá-las desamparadas.

One Comment

  1. Reginaldo Soares 14 de março de 2017 at 01:05 - Reply

    Ola tudo bem irmas meu nome e Reginaldo Soares eu rezo todos os dias por vocês e pelas vocações de vocês.

Leave A Comment