//Após 3 anos, Filipinas continua reconstrução pós ciclone

Após 3 anos, Filipinas continua reconstrução pós ciclone

2017-01-18T12:38:25+00:00 novembro 22nd, 2016|Projetos|

Nesses três anos após a passagem devastadora dociclone Yolanda nas Filipinas, a Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) muito tem ajudado na recomposição das dioceses afetadas. Os auxílios financeiros foram usados tanto para assistência de emergência como também para reconstrução de templos e outros prédios das dioceses. Na ilha de Leyte, somente na Arquidiocese de Palo 10 igrejas, parcial ou inteiramente destruídas, tiveram que ser reconstruídas. De acordo com a arquidiocese, 72 das 76 igrejas sofreram algum tipo de dano pelo ciclone.

Em carta à ACN, o arcebispo de Palo, Dom John F. Du, expressou seus agradecimentos aos benfeitores: “Vocês fortaleceram a nossa fé no Deus que nunca se esquece de nós, porque vocês estavam lá para responder ao chamado de Deus em no ajudar. Obrigado por estarem conosco quando mais precisávamos de vocês”.

Nas ilhas filipinas de Leyte e Samar, aproximadamente 10.000 pessoas morreram e cerca de 4,3 milhões perderam suas casas na passagem do ciclone Yolanda, também conhecido internacionalmente como Haiyan, em 8 de novembro de 2013. O grande número de fatalidades primeiramente foi devido às grandes ondas causadas pela tempestade, enquanto que a destruição das cidades e aldeias na costa foi causada principalmente pelas fortes rajadas de vento. A Catedral de Palo, assim como o aeroporto de Tacloban, capital da província de Leyte, estão entre as estruturas mais destruídas.

O ciclone Yolanda está entre os sete ciclones tropicais mais severos desde que índices precisos começaram a serem feitos em fenômenos climáticos. A ACN continuará auxiliando os projetos de reconstrução nas Filipinas, como a do amplo seminário da Arquidiocese de Palo.

Leave A Comment