//Antídoto da fé

Antídoto da fé

2014-10-30T17:06:17+00:00outubro 30th, 2014|Projetos|

Nos meandros da Amazônia, onde é a água quem define as distâncias, levar a Palavra de Deus às pequenas comunidades não é simples. “A Juventude Missionária, assessorada por Pe. Peter Shekelton, faz missões com visitas domiciliares uma vez por mês. Mas não há pessoas para fazer um acompanhamento continuado e sistemático das famílias”, afirma Maria Soares de Camargo, leiga engajada da Igreja de Barcelos, no Amazonas.

Barcelos – segundo maior município do país, tem extensão maior do que os estados de Sergipe, Espirito Santo e Rio de Janeiro e uma população de apenas 25.000 habitantes, menos de 1% da população de Manaus – vive a complicada realidade da proliferação de crenças religiosas. “Aqui em Barcelos há oficialmente 30 denominações religiosas. Em 2012, o Pe. Mario Filippi percorreu pessoalmente todas as casas de um novo bairro, fruto de uma ocupação, e só lá ele encontrou 21 denominações ditas evangélicas”, comenta Maria. E o mesmo acontece às comunidades ribeirinhas.

“As Testemunhas de Jeová fazem um trabalho sistemático de visitas. Visitam todas as famílias católicas – aqui não é costume deixar de acolher qualquer pessoa – e conseguem ‘conversões’. O assédio é grande, envolve afetivamente.” Como relata, os evangélicos, em geral, distribuem bastante material escrito, folhetos e pequenos livros. “Há também as ‘Histórias da Sagrada Escritura, das Testemunhas de Jeová’. Uma catequista recebeu de uma amiga. Ela o leu, embora saiba que a interpretação não é católica. Mas as pessoas são pobres, não têm acesso a livros e quando recebem algum material, não há como não ler”, desabafa Maria, que acredita na força das palavras de Deus. Maria ainda conta que também a filha da catequista leu o livro e afirmava ser bom, com letras grandes e belas figuras. “Não me parece ser uma ação especifica às crianças. Porém, o material é acessível a toda a família”. E por chegar cada vez mais aos pequeninos que sua aflição aumenta.

A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre está sempre atenta às necessidades da Igreja no Brasil e no mundo através dos padres e bispos e, ao saber de mais esta situação de risco à fé, por meio da fraternidade e amor de seus benfeitores enviou à Igreja de Barcelos uma nova ajuda de 500 Bíblias da Criança. “Essa leitura será importante para a evangelização. Será ‘antídoto’ às interpretações errôneas dessa realidade religiosamente múltipla e eclética que vivemos”.

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!