//A graça das vocações na República Centro Africana

A graça das vocações na República Centro Africana

2018-05-14T11:33:25+00:00 outubro 9th, 2017|Projetos|

Muitas pessoas sabem já no início da vida o que querem ser. Aos cinco anos de idade, o jovem Jean-Thierry Ebogo dos Camarões já tinha certeza de que queria ser padre. Para ele, ser padre não era nada menos do que “ser Jesus”. Então, quando se juntou à Ordem Carmelita em 2003 aos 21 anos, parecia que seus sonhos estavam tangivelmente próximos do cumprimento. Mas a Providência decidiu o contrário. Após apenas um ano, um tumor maligno foi descoberto na sua perna direita. Mesmo a amputação não foi suficiente para estancar a propagação da doença. No momento em que ele foi levado para a Itália para tratamento em 2005, o câncer já havia sido metastizado.

No dia 8 de dezembro de 2005, a festa da Imaculada Conceição, foi concedida permissão especial para realizar seus votos permanentes em seu quarto hospitalar. Sua única preocupação era se ele ainda teria tempo para ser ordenado para o sacerdócio. Ele sofria a dor severa com um sorriso, oferecendo-o para vocações sacerdotais e religiosas. “Eu só quero ser curado para me tornar padre”, disse ele. Mas o sonho de sua vida não deveria ser cumprido, pois morreu logo depois, com apenas 23 anos de idade. Já naquele momento, a sua reputação de santidade se espalhou rapidamente, e uma grande multidão de pessoas compareceu ao seu funeral. O processo de beatificação dele foi concluído no nível diocesano em 2014.

Antes de morrer, no entanto, o jovem Jean Thierry Ebogo prometeu oferecer para a África uma verdadeira “chuva” de vocações sacerdotais. Parece que ele manteve sua palavra, para a Ordem dos Carmelitas Descalços nos Camarões e, acima de tudo, para a vizinha República Centro-Africana que hoje está desfrutando de inúmeras vocações sacerdotais.

A prometida “chuva” de vocações

Na República Centro-Africana, um país desesperadamente pobre que só entra nas manchetes internacionais por causa das repetidas violências e mazelas existentes, 27 jovens noviços carmelitas estão atualmente respondendo ao chamado de Deus e se preparando para seus votos permanentes e para a ordenação sacerdotal. Eles querem dar suas vidas para que a paz finalmente se torne uma realidade em seu país. Mas a verdadeira paz só acontecerá quando Deus verdadeiramente habitar em todo coração humano. Também nos Camarões, onde nasceu Jean-Thierry Ebogo, há mais 12 jovens que estão atualmente em formação.

Na cidade de Bouar, na República Centro-Africana, o Padre Cyriaque Soumbou, membro da equipe de formação desses futuros sacerdotes e religiosos, comenta: “É uma alegria ver esses jovens que, em meio a todas as adversidades da vida diária e apesar de todos os desafios, estão se esforçando para dar um sentido e propósito para suas próprias vidas, permitindo-se serem liderados pelo Espírito Santo na busca de discernir a vontade de Deus. Esses jovens seminaristas são como pérolas preciosas para mim, são um motivo de ação de graças, porque eles são o futuro do Carmelo Theresiano. “Ele mesmo havia sido atraído, mesmo quando criança, pela solidão e oração dos carmelitas, mas ao mesmo tempo, pela alegria de viver juntos em comunidade e dedicar-se ao serviço dos outros. Tudo isso eram coisas que ele tinha visto nos missionários italianos que trouxeram a Ordem Carmelita para seu país e que ainda estão trabalhando lá até hoje. “Estou certo de que essa alegria interior não é fruto do esforço humano, mas que é Jesus quem nos une”, diz ele. “Quão gentil é a mão do Senhor que deseja me acompanhar. O ensino de Santa Teresa de Ávila é sempre claro: o que conta na vida religiosa é a humildade. Nunca devemos confiar em nossa própria força, mas somente na graça de Deus”. É assim que o padre Cyriaque descreve a sua própria experiência pessoal.

A ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, graças a seus benfeitores, está fornecendo recursos para este ano acadêmico, de modo que os 39 jovens novatos carmelitas em Bangui, Bouar e Yaoundé possam continuar a sua formação.

One Comment

  1. Rosemary Queiroz da Costa 16 de outubro de 2017 at 19:32 - Reply

    Sabemos que os que confiam no Senhor renovam suas forças.Desejo que Deus cada vez mais envie Seu Espírito Santo com porções dobradas de fortaleza.Abraco apertado.

Leave A Comment