//Jesus, o Missionário do Pai

Jesus, o Missionário do Pai

2012-06-04T13:40:35+00:00 junho 4th, 2012|Palavra Viva|

Por caminhos diferentes buscamos nos encontrar com Deus. Podemos afirmar que estamos em permanente procura de nós próprios, do sentido e do significado da vida.


Quando ainda jovem, Santo Agostinho expressou como poucas pessoas esta nossa nostalgia do infinito. “Inquieto estava meu coração enquanto não descansou em vós, ó Senhor! Em vão, eu Te procurava fora e não sabia que Tu estavas bem perto de mim, dentro de mim”, (Livro – Confissões). Verdade essa sentida e experimentada portodos. O salmista bíblico exclama: “Minha alma tem sede, sede do Deus vivo. Quando enfim irei contemplar a face de meus Deus” (Sl 41,3).

Para o cristianismo, a busca de Deus deixa de ser procura para se tornar revelação, comunicação, ensinamento, mensagem e particularmente um encontro entre pessoas. A Bíblia é o livro que revela a natureza interna da pessoa humana em sua relação com o Criador. No mais íntimo de nós próprios somos constituídos por uma natureza humano-divina. O Gênesis ensina que temos uma origem humana e divina, que fomos chamados a viver e a existir como imagens de Deus. “Façamos o homem e a mulher à nossa imagem e semelhança” (Gn 1,26).

A experiência demonstra que a felicidade do coração humano está relacionada diretamente à fidelidade de comunhão com Deus, consigo, com o irmão e com a criação. Este é o primeiro e fundamental preceito recebido do próprio Deus. Cristo ensina que a posse da vida depende de nossa fidelidade aos preceitos do Pai e do amor aos irmãos. Ele foi o primeiro a cumpri-los. “Disse-vos isto para que a minha alegria esteja em vós e a alegria de vocês seja completa…” “Eis o que vos peço: que vos ameis como vos amo” (Jo 15,10-12).

O cristianismo é a religião do Deus enamorado, apaixonado e comprometido com a sorte e o destino de cada pessoa, como de toda humanidade.  Pela revelação bíblica e acima de tudo por Cristo, sabemos que Deus Pai nos amou incansavelmente através dos tempos, mas particularmente nos amou e nos ama através da dádiva de seu único Filho amado, Jesus, que se tornou um de nós, Pessoa humana.

Jesus é a encarnação viva do amor de Deus Pai que se fez presença humana para nos salvar. E por este Jesus, o horizonte de nossa humanidade se valorizou em dimensões de eternidade. Também por este Jesus, o nosso sonho de encontro com Deus deixou de ser procura para ser realidade viva em nossa existência.  Cristo é a nossa única e verdadeira esperança, a nossa salvação. Na vida de Jesus nossa vida encontra seu sentido e vocação maior.

Com a devoção ao Sagrado Coração de Jesus a Igreja nos chama a viver em nós e entre nós a experiência viva do encontro pessoal com Deus. A aspiração de encontro com Deus não é apenas uma possibilidade, mas, uma promessa de salvação para todos que amam e seguem a Jesus.

Não caminhamos para o desconhecido. Em Cristo e por Cristo caminhamos para o encontro com a posse plena da Vida, a eternidade, Deus.

Leave A Comment