//Ide e fazei discípulos entre todas as nações

Ide e fazei discípulos entre todas as nações

2013-08-01T18:29:25+00:00 agosto 1st, 2013|Palavra Viva|

Acabamos de participar da Jornada Mundial da Juventude, um tempo riquíssimo de bênçãos e de verdadeiras graças de Deus, particularmente para a nossa juventude do Brasil e do mundo. Cristo com sua Boa Nova, ontem, hoje e sempre, é a única resposta para os sonhos e aspirações da humanidade.

O Papa Francisco com sua pessoa carismática e com suas mensagens tocou profundamente nossos corações e nos encheu de esperanças no amor a Cristo e a Igreja. Resta-nos a gratidão pela sua presença carinhosa e profética em nosso meio nos falando de Cristo e de nossa missão cristã na Igreja e no mundo.

A Igreja neste mês de agosto, mês vocacional, nos convida a sempre mais refletir sobre o sentido de nossa vocação humana e cristã e de nossa missão de discípulos de Jesus na Igreja e no mundo. Pela revelação cristã e pelos ensinamentos da Igreja sabemos que a existência de cada pessoa não é apenas o resultado do amor humano, mas, antes de tudo um chamado de Deus à vida. É verdade! Nascemos do amor de nossos pais. Vivemos no tempo. Mas, em Jesus, nosso destino e a nossa vocação maior é a eternidade.

A consciência de que toda pessoa, sem exclusão, é um bem de Deus, traz um sentido novo, dignificante e transformador para a nossa vida. Não existimos e nem nos realizamos ou nos salvamos de forma individual, mas em comunidade, no amor a Deus e no amor mútuo entre irmãos. Foi para isto que fomos chamados à vida. Cada vida humana, desde a hora de sua concepção no útero materno até a hora da morte natural, é um valor inquestionável. Ninguém deve ser excluído. Todos precisam ser protegidos da concepção à hora da morte, particularmente os mais pequeninos e indefesos.

A Igreja, quando fiel ao Evangelho de Jesus, ensina que cada pessoa é chamada a viver a sua vocação onde se encontra: no casamento, na família, como leigo nas atividades do mundo ou como religioso, padre, bispo ou Papa, todos a serviço do amor aos irmãos. Graças aos méritos da vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus, todos os lugares, ministérios e serviços, são caminhos de vida, de santificação e de salvação. Em outras palavras, onde cada um se encontra e, através de tudo o que cada um faz, se opera na ação do Espírito Santo a nossa salvação ou, infelizmente, a própria condenação. Muitos são os ministérios na Igreja de Jesus, mas um só é o Espírito e uma só é a Cabeça, Jesus, deste corpo que é a Igreja.

Rezemos uns pelos outros para que Deus nos abençoe e nos comprometa no amor a Cristo e aos irmãos, particularmente no amor de serviço aos irmãos mais pequeninos e sofredores de nosso tempo, que sabemos, são ainda milhões em nossa pátria e pelo mundo. O Papa Francisco pede que cada cristão saia de si e vá ao encontro do outro, do que mais necessita para levar Jesus, fonte única de nossa realização, felicidade e salvação.

“Os jovens tem que sair, tem que se fazer valer, os jovens que tem sair e lutar pelos valores, a lutar por estes valores e os anciãos abram a boca, os idosos abram a boca, ensinei-nos e transmitam-nos a sabedoria dos povos.” Papa Francisco, durante JMJ Rio.

One Comment

  1. Isabela Britto 30 de setembro de 2014 at 19:25 - Reply

    Quero fazer missão, pós JMJ 2016 ou até mesmo durante. Como faço para estar inserida em programas missionários?

Leave A Comment