//Fé e Vida Cristã

Fé e Vida Cristã

2012-10-02T14:56:15+00:00outubro 2nd, 2012|Palavra Viva|

Fé, não é uma questão apenas de idéias, de conhecimentos, doutrina ou sentimentos. É acima de tudo uma experiência de encontro com Jesus de Nazaré. O cristianismo é uma realidade de vida que brota como graça e dádiva do amor de Deus pelo homem e deste com Deus. A vida e o ardor missionário na Igreja nascem deste encontro. “Ninguém vem a mim se meu Pai do céu não o atrair (Jo 14,6).

Temos que compreender e viver o cristianismo como um mistério de fé e da fé. Sabemos que nos encontramos num tempo em que cada vez mais Deus ocupa pouco espaço na vida de muitos. É o ateísmo prático. Mas sem Deus a vida espiritual não acontece e nem subsiste. Sem o acolhimento da Palavra de Deus, sem a vida que nasce dos sacramentos, sem a comunhão com a Igreja e particularmente sem a comunhão de adesão à Pessoa de Jesus, os interesses e as ambições humanas podem se transformar como meta de vida, um fim trágico.

A experiência da história demonstra que, desde Adão e Eva até os nossos dias, a morte de Deus também foi seguida pela decadência na qualidade de vida do ser humano. A Igreja sempre ensinou que a vida humana sem a presença Deus não se explica em seu sentido maior.

É na realidade de uma vida empobrecida nos valores e na fé que o Papa Bento XVI nos convoca para partilharmos do “Ano da Fé”. Sem dúvida se trata de um tema vital para a vida da Igreja e para a vida de cada um de nós, de nossas famílias, comunidades e do próprio futuro da humanidade.

A vida cristã como a nova evangelização nascem de uma fé amadurecida. Para isto que o Papa Bento XVI convoca o “Ano da Fé” diante de um tempo em que as verdades fundamentais do cristianismo são questionadas pelo subjetivismo, relativismo e indiferenças de nosso tempo. Sem Deus e sem fé tudo se torna relativo, descartável, até a própria vida humana. O questionamento das leis naturais, dos verdadeiros valores da vida, da família, do ético, das verdades de nossa fé, isto é, dos dogmas cristãos, da vida sacramental, da Boa Nova dos Evangelhos e da própria existência de Deus é uma tragédia a nível pessoal e mesmo para a convivência sadia e pacífica da humanidade.

Professar, e mais, viver a fé cristã exige de nós o compromisso de acolher a Boa Nova de Jesus no amor a Deus e aos irmãos. O Ano da Fé pedido pelo Papa Bento XVI quer nos reconduzir para o coração de uma Igreja mais missionária e apaixonada por Jesus e pela causa de seu Reino.

É e sempre será na busca constante da fidelidade à vontade do Pai, pela adesão à Pessoa de Jesus, na unidade de comunhão aos ensinamentos da Igreja, que nossa fé cristã se renova e se revigora.

One Comment

  1. Lucimare 19 de dezembro de 2012 at 14:17 - Reply

    Temos uma grande missão pela frente, diante desta verdade escrita neste texto: “Sem Deus e sem fé tudo se torna relativo, descartável, até a própria vida humana”.
    Que Deus conceda a cada um que sente isto como uma responsabilidade pessoal com Deus, força e luz, amém.

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!