//Estender a mão reconciliadora

Estender a mão reconciliadora

2014-02-25T18:01:22+00:00 Fevereiro 25th, 2014|Palavra Viva|

Um jovem tinha se desviado do bom caminho. Ele tanto aprontou que enfim acabou na prisão. Lá ele teve tempo de refletir, o que o fez repensar.

O jovem resolveu começar uma vida nova depois que tivesse cumprido a pena. Mas ele sabia que tinha magoado profundamente seus pais e, devido ao seu comportamento, os tinha coberto de vergonha. Ele tinha medo de voltar para casa. Mas onde poderia começar uma vida nova, senão a partir de casa?

Então ele escreveu uma carta para seus pais: “Eu tenho consciência do que fiz para vocês e peço perdão por tudo.” E em seguida lhes comunicava a data da sua libertação. Ele viajaria de trem para a sua cidade e pedia que eles amarrassem um lenço branco na árvore em frente à casa, se estivessem dispostos a perdoá-lo. Ainda a partir do trem ele poderia ver a árvore e, conforme o caso, desceria ou continuaria a viagem…

Enquanto o trem se aproximava devagarinho, deixando ver a casa paterna, o filho, cheio de receio, mal ousava levantar os olhos. Mas, depois, quase não acreditou, quando viu a grande árvore: estava toda coberta de lenços brancos!

 

Um desafio também para todos nós: estender a mão para a reconciliação, onde quer que se ofereça a oportunidade.

 

Hans-Peter Röthlin
(Presidente Internacional da AIS de 1999 a 2008)

Leave A Comment