//Editorial: São João Batista

Editorial: São João Batista

2018-08-10T13:19:32+00:00junho 7th, 2018|Palavra Viva|

Já chegamos na metade do ano. Gostaria assim de sublinhar um pouco a reflexão que toda a Igreja do Brasil assumiu neste Ano do Laicato. Um ano para que os cristãos, leigos e leigas, compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, vivendo de forma organizada, na Igreja e na sociedade, a Boa Nova de Jesus.

O convite ao testemunho é o grande “eco do amor”. Todos somos convocados a ecoar o amor, a fazê-lo circular com as nossas atitudes, tanto no mundo como na sociedade; no contato com todas as pessoas, especialmente com quem tem sua dignidade e liberdade ferida. Sendo assim, queremos espalhar o “eco do amor” que vem de Dom Juan Aguirre, bispo de Bangassou, na República Centro-Africana. Seu testemunho nos recorda um santo popular e amado entre nosso povo: São João Batista.

“Um cristão não anuncia a si mesmo”

A grande missão de João Batista foi também ser o “eco do amor” daquele que é o Amor – o que lhe custou a vida. No “eco do amor” vivenciado por João se pode enxergar três fortes atitudes da vida cristã para os leigos e leigas e os demais sujeitos que atuam na vida eclesial: preparar, discernir e deixar o Senhor crescer, diminuindo a si mesmo. O Papa Francisco, tomando a figura de João Batista, convida todos os cristãos a viverem do mesmo modo. Um cristão tem que saber refletir, fazer escolhas, discernir aquilo que parece verdade, mas não é; um cristão não anuncia a si mesmo, anuncia o outro; prepara o caminho para o outro e, por fim, é humilde. Isto significa ser sal, luz, fermento e ramo unido a Cristo.

Assim nosso “eco do amor” chega até você, convidando cada pessoa para refletir, discernir e tomar uma firme decisão de instaurar o Reino de Deus; assim como São João Batista fez no passado e, hoje, eu e você. Que o testemunho de São João Batista os ajude na luta e no auxílio aos cristãos perseguidos e necessitados no Brasil e no mundo inteiro; fortalecendo também aqueles que lutam e são “eco do amor” na vida deles.

Frei Rogério Lima, O. Carm.
Colaborador ACN

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!