//Síria: Os “Embaixadores das crianças” levam apelo de paz à ONU e UE

Síria: Os “Embaixadores das crianças” levam apelo de paz à ONU e UE

2017-01-18T12:52:36+00:00 outubro 10th, 2016|Notícias|

Nos últimos dias, mais de um milhão de crianças em mais de 2.000 escolas em toda a Síria participaram de apelo pela paz, fizeram desenhos e cartas aos responsáveis pelas tomadas de decisões na União Europeia e na ONU. Os embaixadores das crianças, o Patriarca Gregório III, líder da Igreja Greco-Melquita, como também o Metropolita George Abou Zakhen, de Homs, que representa o Patriarcado de Antioquia e todo o Ocidente da Igreja Greco-Ortodoxa, e o Bispo Selvanos Boutros Al Nemeh de Homs do Patriarcado Sírio-Ortodoxo, viajam juntos à Bruxelas e Genebra, do dia 10 a 13 de outubro, para apresentar as cartas e desenhos das crianças aos mais altos representantes da União Europeia e das Nações Unidas. Entre eles, o presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz. Em Genebra, eles levarão as mensagens das crianças ao Alto Comissário para Refugiados, Dr. Filippo Grandi, e ao Alto Conselheiro de Direitos Humanos, Príncipe Al-Huzain.

Esse evento, que nasceu de uma iniciativa da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), é uma resposta concreta à declaração conjunta do Papa Francisco e do Patriarca Ortodoxo Russo Kirill. Durante um encontro em Havana em fevereiro deste ano, eles confirmaram seu desejo e pretensão em ter os católicos e ortodoxos se manifestando mais, se unindo numa única voz pela paz da Síria e pelos cristãos perseguidos. A dramática situação do Oriente Médio foi uma das razões mais importantes para que esse encontro histórico pudesse acontecer.

A ACN aproveitou esse chamado à ação como uma oportunidade para iniciar campanhas específicas com as igrejas na Síria, trabalhando em conjunto. Padre Andrzej Halemba, responsável pelo setor de projetos para o Oriente Médio da ACN, disse: “Quanto mais estivermos unidos na defesa da paz, apoiando-nos mutuamente, em especial amparando as crianças necessitadas, mais forte é a nossa voz e mais eficazes serão nossos esforços”.

O primeiro passo dessa união aconteceu no encontro entre uma delegação católica ortodoxa da Rússia com representantes das várias denominações cristãs do Líbano e Síria para explorar possibilidades de colaboração. A ACN esteve intermediando este encontro, cujo fruto já foi visto no último Dia Internacional da Criança (1º de junho): um dia marcado pela oração das crianças pedindo a paz. Nessa ocasião, um pronunciamento foi feito por católicos e patriarcas ortodoxos. O apelo pela paz das crianças sírias para representantes da UE e da ONU é a continuação desta união entre cristãos católicos e ortodoxos pela paz na Síria.

One Comment

  1. renato 13 de outubro de 2016 at 15:28 - Reply

    Somente agora? A Igreja e a ONU estão muito passivas!

Leave A Comment