//Por favor, não se esqueçam de nós

Por favor, não se esqueçam de nós

2014-09-22T16:56:24+00:00setembro 22nd, 2014|Notícias|

Obrigado por sua solidariedade para com o destino do nosso povo sofredor. Por favor, leve nossa situação para seus governos, seus partidos políticos, suas instituições, suas igrejas e mesquitas.

Senhoras e Senhores, estou emocionado e agradecido pela sua presença aqui. Isso mostra que vocês não são indiferentes à tragédia do nosso povo.

O Estado Islâmico (EI) é uma organização extremista, guiada com os princípios cegos de brutalidade, bem financiado e bem munido com armas sofisticadas, amplamente presente nos meios de comunicação social. A prática diária de roubos, estupros coletivos, tortura e assassinato de todos aqueles que são vistos como não fiéis é comum. Eles são capazes de recrutar lutadores de todo o mundo. O EI é uma ameaça potencial para o mundo inteiro.

Então, em nome de todos os perseguidos, eu imploro e exorto todos os líderes para encontrarem uma estratégia – um roteiro para acabar com a tragédia atual e evitar também ameaças futuras. Aqui estão algumas solicitações do que precisa ser feito agora e depois:

Continuar a prestar ajuda humanitária de abrigo, comida, água, remédios e roupas para sobrevivência até o retorno do nosso povo para as suas casas e aldeias.

Liberar não só a planície de Nínive, mas também Mossul através de uma solução política global. Uma coalizão internacional com o mandato da ONU é necessária para proteger e defender os direitos dos milhares de indefesos deslocados na região. Ataques aéreos só vão matar pessoas inocentes. Deve haver tropas em terra e por que não dos países árabes. É necessário treinar o exército central do Iraque profissionalmente e equipá-lo, assim como o Peshmerga curdo.

Apoiar o regresso seguro das pessoas deslocadas às suas casas e aldeias e assegurar-lhes proteção internacional. Isso deve ser garantido por uma resolução da ONU, caso contrário, teríamos o mesmo destino dos palestinos.

Garantir que as pessoas deslocadas terão uma compensação adequada pelas suas propriedades perdidas e casas destruídas pelo Governo iraquiano. Aqui outros governos, organizações de caridade e ONGs podem contribuir muito.

Colocar o patrimônio cristão que remontam aos primeiros séculos sob o patrocínio e proteção da UNESCO.

São necessárias todas as medidas mencionadas. Mas a proteção dos direitos humanos de todos os cidadãos é a melhor e única forma de garantir uma convivência pacífica. A guerra é sempre o mal que traz desgraça para o povo. Vamos examinar a nossa consciência do que estamos fazendo para impedir a guerra. E sobre as vendas de armas? Em vez de vender armas, os direitos humanos e a liberdade religiosa de todos devem ser promovidos.

Obrigado por sua solidariedade para com o destino do nosso povo sofredor. Por favor, leve nossa situação para seus governos, seus partidos políticos, suas instituições, suas igrejas e mesquitas.

 

Patriarca Louis Raphael I Sako

 

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!