//Vítimas da perseguição religiosa

Vítimas da perseguição religiosa

2018-05-10T17:19:51+00:00fevereiro 26th, 2018|Notícias|

Em vista do evento no sábado passado que iluminou o Coliseu de vermelho em memória aos cristãos perseguidos, a Fundação Pontifícia ACN promoveu um encontro na tarde de quinta-feira (22/02/2018) com jornalistas e vítimas da perseguição religiosa: o marido e filha da paquistanesa Asia Bibi, presa há 9 anos, e Rebecca, uma jovem nigeriana refém por dois anos do Boko Haram.

“A mãe está bem, estamos esperando a sua libertação e pedimos ao Papa para rezar por nós”.

Palavras da filha mais nova de Asia Bibi – a paquistanesa cristã que está na prisão há 9 anos, acusada de blasfêmia.

No mesmo dia, também serão iluminadas a Catedral maronita de São Elias, em Alepo (Síria) e a Igreja de São Paulo em Mossul (Iraque).

Também Rebecca, cristã nigeriana que por 2 anos ficou prisioneira do grupo terrorista Boko Haram, será recebida pelo Papa Francisco no sábado.

Rebecca (28 anos) refém do Boko Haram foi violentada e engravidou de um dos terroristas. Ela declara: “Nunca deixei de confiar em Deus”.

No Coliseu, no sábado, também estiveram o cardeal Mauro Piacenza, presidente internacional da ACN, Dom Nunzio Galantino, secretário geral da Conferência Episcopal Italiana e Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu.

Leave A Comment