“Obrigado por aquilo que fazem.”

Foi com estas estas palavras que o Papa Francisco acolheu na manhã desta terça-feira (01/03), no Vaticano, o presidente, o diretor e a porta-voz da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) da Itália. A delegação da ACN esteve acompanhada do presidente da Conferência Episcopal do Paquistão, Dom Joseph Coutts, que concelebrou com o Santo Padre na Capela da Casa Santa Marta.

Em vista do próximo aniversário da eleição de Francisco à Cátedra de Pedro, a Fundação deseja doar ao Papa uma cópia da “Bíblia da Criança” em cada uma das línguas dos países por ele visitados nestes quase três anos. Trata-se de uma Bíblia ilustrada para crianças, idealizada em 1979 pelo fundador de “Ajuda à Igreja que Sofre”, Pe. Werenfried van Straaten. Até hoje, a fundação pontifícia imprimiu mais de 51 milhões de cópias em mais de 178 línguas e dialetos. Graças a este livreto vermelho, milhões de crianças do mundo inteiro puderam aprender a Palavra de Deus e em muitos casos também aprenderam a ler. Efetivamente, para numerosos idiomas a “Bíblia da Criança” é a única publicação existente.

O Papa Bergoglio conhece já de muito tempo a Ajuda à Igreja que Sofre, com a qual colaborou durante anos quando era arcebispo de Buenos Aires. Em 2007, numa carta de felicitações enviada aos responsáveis da ACN por ocasião dos 60 anos da Fundação, o então Cardeal Bergoglio definiu a “Ajuda à Igreja que Sofre” um símbolo de comunhão e fraternidade com a Igreja sofredora”.