//Padre Martin fala sobre o terço das crianças

Padre Martin fala sobre o terço das crianças

2018-10-17T09:59:29+00:00outubro 17th, 2018|Notícias|

A Fundação Pontifícia ACN convida todos a participar do evento que acontecerá no dia 18 de outubro

Conversamos com o Padre Martin Barta, assistente eclesiástico da ACN internacional, sobre a iniciativa de oração “Um milhão de crianças Rezam o Terço pela Paz”. Confira a entrevista a seguir:

Sobre o que é esta campanha de oração e quando ela foi iniciada?

A ideia para esta campanha surgiu em 2005 em Caracas, capital da Venezuela. Enquanto crianças estavam rezando o Terço em um santuário à beira do caminho, várias mulheres que estavam lá sentiram a presença da Virgem Maria. Elas imediatamente pensaram na promessa do Padre Pio: “Quando um milhão de crianças rezarem o Terço o mundo mudara”. E isto é exatamente o porquê da campanha: ter fé no poder, na força da oração das crianças. Afinal Jesus nos ensinou: “Se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, não entrareis no reino dos Céus. (Mt. 18.3)

Como as pessoas podem participar desta campanha?

É muito simples: nós estamos convidando professores, padres, e pais a rezarem juntos com as crianças no dia 18 de outubro, pela paz e unidade do mundo. A ACN tem materiais que ensinam como rezar o Terço, cartazes e uma carta convite para crianças e adultos.

Por que 18 de outubro?

Outubro é tradicionalmente o mês do Rosário, dia 18 é a festa de São Lucas, o evangelista. Ele nos conta a história da infância de Jesus e de acordo com a tradição São Lucas foi muito próximo de Nossa Senhora, a Mãe de Deus. Assim sendo, a data é bastante apropriada.

Por que a ACN se envolveu nessa campanha de oração?

Nós não nos vemos somente como uma obra de caridade pastoral, mas também como uma comunidade de oração. Nosso fundador, Padre Weerenfried van Straaten, venerava profundamente nossa Senhora de Fátima. Em Fátima a virgem Maria disse às crianças videntes: “rezem o Terço todo os dias, a fim de obter a paz para o mundo”. Nos 149 países em que a ACN atua, é realizado um trabalho diário; o qual permite ver em primeira mão o quanto os cristãos e o mundo inteiro estão sofrendo com os efeitos do terrorismo e da guerra. Somente Deus pode trazer a paz. Nós podemos tomar parte nisto por meio do nosso trabalho, mas primeiro e acima de tudo através de nossas orações.

O senhor recebe relatórios da igreja pelo mundo a respeito de quantas crianças participam?

Nossos materiais para a campanha de oração estão disponíveis em 25 línguas, incluindo, por exemplo, o árabe e a língua Hauss, do oeste africano. Crianças de cerca de 80 países, em todos os continentes, estão participando. Relatos dos eventos são frequentemente enviados à ACN, durante o ano passado recebemos relatos de países como Argentina, Cuba, Camarões, Índia e Filipinas. É verdadeiramente uma campanha da igreja no mundo todo!

Crianças e o Terço: esta não é uma conexão fácil de se estabelecer nas igrejas dessa parte do mundo. Como é que se consegue fazer com que as crianças se interessem por estas orações?

Eu acredito que, na realidade, é o contrário. As crianças são mais abertas ao Terço do que muitos adultos. Quando o Terço é rezado corretamente e guiado apropriadamente, nos dá uma visão e compreensão da Virgem Maria, que se torna cada vez maior conforme você reza o Terço. E esta visão íntima, próxima de Nossa Senhora, é algo que podemos aprender com as crianças.

One Comment

  1. FERNANDA SOBRAL 25 de outubro de 2018 at 12:20 - Reply

    Nós da paróquia de São Sebastião de Taquaritinga/SP fizemos o terço com as crianças! 🙂

    Deus os abençoe, Fernanda.

Leave A Comment