//Padre Douglas Bazi no Brasil

Padre Douglas Bazi no Brasil

2015-10-22T18:33:32+00:00outubro 22nd, 2015|Notícias|

De 23 a 26 de outubro no Brasil, o sacerdote iraquiano Douglas Bazi – que já foi sequestrado, torturado e sofreu dois atentados – dará seu testemunho. Hoje ele é um “refugiado entre os refugiados” e é responsável por um campo de refugiados no norte do Iraque.

Temos visto através da mídia um número cada vez mais alarmante de vítimas de perseguição religiosa. O medo de entrar para essa conta tem levado milhares de pessoas a abandonarem seus países causando uma verdadeira crise de refugiados. No Iraque, um dos países mais afetados pela perseguição, dos 30 milhões de habitantes, 8 milhões precisam de ajuda humanitária. Se conhecer essas estatísticas já é bastante impactante, imagine ouvir o testemunho de alguém que sentiu na pele o drama de ser sequestrado, torturado e se tornar refugiado.

A convite da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), dos dias 23 a 26 de outubro Padre Douglas Bazi, sacerdote caldeu do Iraque, estará no Brasil para dividir suas experiências de “refugiado entre os refugiados”, como ele mesmo diz. No Rio de Janeiro ele irá participar de um momento de oração e testemunho na Igreja de São José da Lagoa no sábado e da Santa Missa dominical no Cristo Redentor.

A visita tem como objetivo alertar os cristãos do Ocidente sobre a realidade da “Igreja de sangue”, maneira como padre Douglas se refere à parcela da Igreja existente naquela região: “Esta é uma Igreja de sangue. No meu país, se alguém fizer um buraco para procurar petróleo, vai descobrir sangue de cristãos”. Por isso, na noite do dia 25 para o dia 26 a imagem do Cristo Redentor, monumento da cidade do Rio de Janeiro, ficará vermelha, o efeito de luzes serve ao mesmo tempo de homenagem e sinal de comunhão com os cristãos perseguidos em todo mundo.

Sobrevivente de dois bombardeios, padre Douglas foi sequestrado e torturado por um grupo extremista e durante os nove dias que permaneceu em cativeiro só sentia algum alívio pelas “ave-marias” que rezava sem parar deslizando os dedos nas dez argolas das algemas que lhe serviam de contas do terço: “Foi o mais belo rosário que já rezei em toda a minha vida”.

Atualmente Pe. Douglas cuida de mais de 100 famílias no campo de refugiados em Erbil, norte do Iraque, onde a Ajuda à Igreja que Sofre construiu casas e escolas e ajuda a manter os refugiados para que tenham uma vida o mais próximo do normal. Esses são somente parte dos mais de 1900 projetos que somam cerca de R$140 milhões que a AIS tem mantido desde 2011 no Oriente Médio.

O Sacerdote caldeu está numa maratona de viagens para dar testemunho do drama vivido pelo seu povo. Sua decisão em contar a realidade que vive em tantas nações é uma só: “O meu povo está morrendo, não por falta de comida, mas porque corre o risco de perder a esperança. Nós tememos que a nossa história não seja contada”. Risco que pelo menos no Brasil não existe mais, pois ele virá ao nosso encontro.

A história do Padre Douglas vai ecoar em pelo menos dois momentos:

Oração, Visita e Testemunho

Quando: 24/10/2015
Onde: Igreja de São José da Lagoa, Rio de Janeiro-RJ
Horário: 17h

Santa Missa

Quando: 25/10/2015
Onde: Capela do Cristo Redentor, Corcovado, Rio de Janeiro-RJ
Horário: 12h

2 Comments

  1. Gabrielle Salgueiro 24 de outubro de 2015 at 14:07 - Reply

    Eu moro em Alagoas e não poderei participar dessa benção, seria muito legal que fosse gravado e disseminado na internet este testemunho, para que pessoas que como eu não podem estar presentes serem também alcançadas!
    Que seja um santo encontro pela intercessão da Virgem Imaculada, obrigada por o favorecerem.

  2. Laffayette Boechat Marques Santos 26 de outubro de 2015 at 06:49 - Reply

    Deus abençoe esse santo sacerdote. Que seja um exemplo a todos nós.

Leave A Comment