//O Natal de Alepo

O Natal de Alepo

2017-01-18T11:44:51+00:00 Janeiro 6th, 2017|Notícias|

A ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) entrevista o Padre Ziad Hilal em Alepo, Síria. Por Maria Lozano.

ACN:Como foi celebrar o Natal sem guerra pela primeira vez em 5 anos?

Pe. Ziad Hilal: As pessoas podem finalmente se sentir um pouco mais seguras ao sair nas ruas e ir à igreja para participar da Santa Missa. Creio que ninguém deixou de ir à Missa por saber que a cidade está mais segura com relação aos bombardeios que costumavam atacar a cidade. Muitas igrejas foram atingidas durante os quatro anos e meio de guerra, mas as celebrações foram feitas em algumas dessas igrejas para agradecer a Deus, e louvá-lo nessa ocasião.

O senhor também esteve no leste de Alepo para celebrar em lugares onde no ano passado não conseguia chegar?

Não há igrejas no leste de Alepo para celebrar o Natal. Eu fui até o distrito de Jibreen, onde as pessoas do leste estão abrigadas, e ali distribuí ajuda humanitária.

A maioria da população de Alepo celebrou o Natal ou somente a população cristã?

O Natal significa luzes lindas e coloridas e árvores decoradas para a população muçulmana. Mesmo antes da guerra, os muçulmanos costumavam ir até os bairros cristãos para aproveitar as festas e celebrações. Este ano, uma grande árvore de Natal foi enfeitada no distrito de Al-Azizia e foi iluminada com incontáveis lâmpadas. Muitos oficiais da cidade e cidadãos comuns foram ver a árvore e tiraram fotos no dia de Natal, e nos dias seguintes.

As crianças na Síria estão ganhando presentes – do Papai Noel, Menino Jesus ou dos Três Reis Magos?

As igrejas foram visitadas pelo Papai Noel e foram distribuídos presentes para as crianças de cada assembleia.

Como está a situação humanitária de Apelo agora? Já se tem fornecimento de eletricidade e água?

Alepo está sem eletricidade e água há cinco anos consecutivos. As pessoas ainda contam com geradores e pequenos caminhões que fornecem água para encher suas caixas d’água em casa. As associações humanitárias e as igrejas continuam auxiliando o povo durante esses tempos difíceis.

Leave A Comment