A JMJ (Jornada mundial da juventude) no Panamá será o ponto de partida para uma iniciativa educacional de base única, que vai gradualmente percorrer toda a América Central

O DOCAT (livro de doutrina social da Igreja Católica, que possui o prefácio e o apoio do Papa Francisco) vai ser distribuído em massa. Um grande número de grupos de estudos será formado. O Arcebispo Ulloa Mendieta disse:

“Nada ajuda mais a nossa juventude do que a educação. Uma vez que eles conhecem a doutrina social Cristã, eles também irão saber como lutar contra a corrupção; bem como acabar com a violência, estabelecer a democracia, fazer a liberdade acontecer, além de desenvolver riquezas com o poder do Evangelho”.

Assim como o Papa Francisco, ele sonha com uma revolução de amor e de justiça que atingirá todos os países da região: do México ao Panamá!

Jovens do Panamá celebram depois que o Papa Francisco anunciou o Panamá como o próximo país a realizar a JMJ em 2019.

O Papa Francisco apoia essa iniciativa com todo seu coração. Ele vai distribuir os livros DOCAT; além disso, o aplicativo de celular para os peregrinos da JMJ, como um presente pessoal. O anfitrião, Arcebispo Ulloa, convidará todos os peregrinos da América Central no discurso de abertura. E através das mídias sociais, será um convite para se aprofundar na doutrina social Católica.

Logo, 25 mil livros impressos DOCAT em espanhol, e até 1 milhão de versões digitais, estão prontas para serem distribuídas. A única condição será: quem pegar o livro, deverá formar um grupo de estudos. Ademais, haverá um guia digital gratuito para ajudar a animar esses grupos de estudos do DOCAT.

Todos os peregrinos também poderão fazer o download do aplicativo do DOCAT; o qual estará disponível gratuitamente. Além disso, 35 especialistas em doutrina social de todo o mundo também estarão disponíveis para auxiliar e orientar os destinatários a saber como trabalhar com a doutrina social Católica; visando construir uma sociedade mais justa. O projeto recebe apoio da Fundação Pontifícia ACN.