//Bispo adverte para a crescente influência islâmica

Bispo adverte para a crescente influência islâmica

2012-01-05T18:23:12+00:00maio 24th, 2011|Notícias|

Em Uganda há uma rápida e crescente influência islâmica, adverte o bispo Matthias Ssekamanya de Lugazy. De acordo com o bispo Matthias, os estados árabes, como a Líbia, por exemplo, estão investindo em Uganda.

Até agora os muçulmanos tem ganhado cargos importantes em muitos ministérios do governo ugandês, incluindo os ministérios da economia e educação. As estatísticas apontam que 12% dos 33 milhões dos cidadãos de Uganda atualmente seguem o Islã. Entretanto, fontes islâmicas apontam para um terço da população. Em Uganda, como em outros países da África, estas estatísticas sobre filiação religiosa são usadas como armas políticas, adicionou o bispo.

Para o bispo Matthias, que dirige a diocese de Lugazi, a resposta e solução para este crescimento está ligada diretamente na educação, principalmente com a população rural. Na diocese de Lugazi, a qual 42% do 1,5 milhão de pessoas são católicos, funciona 194 escolas primarias e 26 escolas secundarias, com um total de 75.000 crianças e jovens matriculados e 2.300 professores. O objetivo do bispo e melhorar progressivamente a educação, bem como o treinamento dos funcionários, atingindo também uma sólida formação humana. Porem, a educação não se limita unicamente às escolas. Um outro grande desafio, e uma área para ser abordada pela diocese, é a pastoral familiar. “Queremos fortalecer na consciência das pessoas a dignidade do matrimonio e da família”, concluiu o bispo Matthias.

A Ajuda à Igreja que Sofre não recebe verbas do Estado ou outros órgãos ligados a governos, a Obra apóia este e milhares de outros projetos com as doações de seus benfeitores. Inseparável do trabalho da AIS é o seu compromisso com a liberdade religiosa. Desde a sua fundação em 1947, a AIS tem sido a voz dos cristãos oprimidos e perseguidos em todo o mundo.

2 Comments

  1. MARCIO DUVAL SOARES 17 de junho de 2011 at 01:42 - Reply

    Que nós, cristãos do mundo inteiro, também invistamos na educação cristã nesses países onde outras religiões estão se desenvolvendo. Façamos cada um a nossa parte. Espero que minha contribuição mensal seja uma pequena semente somada às inúmeras de outros irmãos para tão árdua tarefa. Permaneçamos em comunhão.

  2. elizabeth tomie nascimento 15 de julho de 2011 at 00:41 - Reply

    PAZ E BEM…QUE “DEUS”PROTEJA ESTAS PESSOAS QUE ABRAÇARAM A FÉ CATÓLICA E OS BISPOS,PADRES E MISSIONÁRIOS QUE DEUS OS PROTEJAM NESTA ÁRDUA CAMINHADA PARA LEVAR A BOA NOVA DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO…AMEM

Leave A Comment

A ACN está na Copa do Mundo. Ajude-nos a ganhar!