//A valorização do ser humano está longe de tratados, mas perto da ação de cada homem

A valorização do ser humano está longe de tratados, mas perto da ação de cada homem

2015-08-26T13:42:27+00:00junho 22nd, 2012|Notícias|

Sob o olhar da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – a Rio+20 – e da Cúpula dos Povos, ação paralela que ocorre de forma independente, é possível perceber a necessidade de se criar menos documentos e mais atos concretos para que o homem viva em abundância.

Após dez dias de reuniões, debates e discursos, encerra hoje, no Rio de Janeiro, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD), mais conhecida por Rio+20. Durante dez dias, representantes de mais de 200 nações mundiais transitam pela cidade carioca para falar sobre os problemas ambientais e suas implicações no desenvolvimento mundial. Entretanto, o que se vê de resultado é um discurso esvaziado de ações, colocado em um decreto pouco revelador e repleto de consensos. Pe. Werenfried afirmava que “o homem moderno jamais será convencido por meio de um evangelho de papel, mas somente por meio de boas novas anunciadas por obras vivas de amor. Nenhuma ameaça de guerra, nenhuma crise econômica ou catástrofe natural pode nos afastar deste dever”. Parece que ele tinha razão.

Realizada de forma mais prática, a Cúpula dos Povos, ação que acontece paralelamente ao Rio+20, debate o desenvolvimento sustentável tendo como foco a valorização do ser humano. Segundo suas diretrizes, uma mudança somente virá da ação dos mais variados atores sociais, que conta com diferentes organizações, além de movimentos sociais e culturais de distintas áreas de atuação.

Esta exortação tem sido a base da AIS, que realiza obras tendo em vista o desenvolvimento integral de homens de fé. Entre tantos exemplos, temos Frei Gino Alberatti, missionário italiano da congregação dos Capuchinhos quevive a serviço das comunidades ribeirinhas do Rio Amazonas. Entre suas dificuldades, teve ajuda da AIS para a compra de um barco a motor para melhor se locomover pelo rio. Para conhecer mais de sua história e tê-la como motivação, assista ao vídeo Todo dia é domingo (abaixo).

One Comment

  1. sandra santos 24 de junho de 2012 at 20:52 - Reply

    gostaria de receber em meu imail mais imformacoes.sobre o tema rosario agradecida sandra santos

Leave A Comment