//Boletim Setembro 2012

Boletim Setembro 2012

2012-10-04T12:00:45+00:00setembro 1st, 2012|Boletim|

“As Escrituras são divinamente inspiradas e úteis para ensinar, para repreender, para corrigir e para educar na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e capacitado para toda boa obra” (2Tim 3,16-17).

Este é apenas o editorial do Boletim de Setembro de 2012.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

 

A Palavra de Deus não existe apenas para ser estudada e anunciada, mas Ela existe, antes de tudo, para ser assumida e vivida. As Escrituras nos ensinam que a Palavra de Deus é mais que uma simples palavra, doutrina ou mensagem. Ela expressa a vontade do próprio Deus Trindade. Ela nos indica o caminho da verdadeira vida e também da salvação eterna. Por isto mesmo, a Palavra de Deus, quando acolhida com o coração aberto, é sempre força transformadora de vida, de santificação e de salvação, um alimento indispensável para nossa alma.

Mas, da mesma forma que a Palavra de Deus pode ser fonte de vida, ela também permite a escolha da morte (Dt 30,19s). Deus nada pode fazer por nós se nós não O acolhermos, de coração sincero, tornando-nos assim ouvintes e praticantes da Palavra como foram os homens e as mulheres de Deus na Bíblia e na Igreja, particularmente Maria e Jesus.

Por isto mesmo a Palavra de Deus é exigente. Ela nos questiona. Pede-nos a conversão e a opção pelo amor, pela justiça e pela verdade. Tem por exigência o acolhimento da vontade do Pai, da Boa Nova de Jesus, como dos ensinamentos da Igreja. Ela nos pede o amor a Deus e aos irmãos, particularmente nos compromete com o destino dos que mais sofrem necessidades no corpo e no espírito. Opõe-se radicalmente à cultura do ter, gozar, usufruir. Pede o espírito da partilha com o compromisso de defender os valores e a dignidade da vida de todos, desde a concepção até a hora da morte.

Infelizmente, devemos reconhecer que em nossos dias se manipula a Palavra de Deus de acordo com as próprias conveniências, ou pior, se usa da Palavra de Deus para finalidades que não são as de Cristo. Os maus pastores estão por ali e não são poucos. (Jer 23,1-6).

O apóstolo Paulo nos desafia para sermos “cartas vivas de Deus”. Isto somente se torna possível na medida em que buscarmos manter a fidelidade à Palavra, aos ensinamentos dos apóstolos e permanecermos unidos pela oração e na caridade fraterna através da vivência dos sacramentos, particularmente da Eucaristia, (At 4,42s). É no amor a Deus e no amor aos irmãos que reside todo segredo da vida cristã.

A felicidade é a busca maior do coração humano. O acolhimento da Palavra de Deus tem o poder de gerar em nós e entre nós o encontro com a verdadeira vida, paz e alegrias a nível pessoal, de casamento, de famílias, de comunidade, de Igreja e de humanidade.

“Como a chuva desce do céu, rega a terra fazendo a terra ser fértil e produtiva, dando o pão para comer, assim acontece com minha Palavra. Elanão volta sem ter realizado a minha vontade e sem ter cumprido a sua missão” (Is 55, 10-11).

One Comment

  1. MARIA AMELIA 31 de dezembro de 2012 at 00:41 - Reply

    É SUBLIME O ATO DE EVANGELIZAR,POIS ESTE GESTO PODE TRANSFORMAR MUITAS VIDAS E APROXIMAR MAIS AS PESSOAS DE DEUS. E ENCHE DE ALEGRIA O CORAÇÃO DO MENSAGEIRO DE DEUS.PARABÉNS !PADRE EVARISTO DEBIASI

Leave A Comment