//Boletim Setembro 2010

Boletim Setembro 2010

2012-08-17T16:46:41+00:00setembro 5th, 2010|Boletim|

“Somente quem partilha a fé e a graça da vida de Cristo é cidadão deste Reino e não apenas participa da complacência de Deus com seu Filho encarnado, como também do poder que a Ele foi dado na Terra.”, Padre Werenfried

Este é apenas o editorial do Boletim de Setembro de 2010.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

 

Exclama o Salmista: “Vós sois o meu Deus, com ardor vos procuro. Minha alma tem sede de Deus. Meu coração anseia pela vida como terra árida sem água” Sl.62.1s.

Quem de nós já não se sentiu tocado por esta experiência de vida expressa pelo salmista? Temos quase tudo do que humanamente precisamos, entretanto nosso coração continua procurando mais, e ainda assim nos sentimos, por vezes, vazios.

O esquecimento de Deus é a maior falta de amor que podemos ter conosco e com os que amamos. É a causa primeira de todos os males do coração humano. Sem Deus o homem se torna inimigo de si próprio. A história nos fala desta verdade, diz Berdiaeff, antropólogo atual: “A presença do espiritual é a maior presença escondida no coração dos povos e civilizações. Em todos os tempos, sempre que o criador foi esquecido, a pessoa humana adoeceu a nível pessoal, de família, de sociedade e as próprias civilizações se corromperam ou vieram a desaparecer”.

Em setembro, mês da Bíblia, somos convidados a conhecer e acolher a Palavra de Deus como remédio para as aspirações mais profundas do coração humano. Jesus, como ninguém, viveu e revelou o amor do Pai através da Boa Nova dos Evangelhos. A Palavra de Deus é o grande alimento para saciarmos a fome de nosso coração e de nossa vida.

É pela Palavra de Deus que se ilumina a nossa vida e assim se interpreta a nossa vivência cristã. Entretanto, o que se faz necessário, não é apenas conhecer e anunciar a Palavra de Deus, mas assumi-la como nosso alimento diário. Não podemos descansar enquanto a Palavra de Deus não se transformar em vida dentro de nós.

Não podemos ainda, como cristãos, permanecer insensíveis diante do Cristo que sofre na presença de milhões de pessoas que se encontram à margem da dignidade e da vida. Os grandes homens e mulheres da 1Bíblia, como os santos e santas da Igreja de Cristo, cada um a seu modo, buscaram amar a Deus na presença dos mais necessitados de seu tempo. O caminho do céu passa necessariamente pelo nosso compromisso de amor com todos, particularmente com os que mais sofrem necessidades no corpo e no espírito. Por isto mesmo, nunca poderemos nos esquecer que as portas do céu dificilmente se abrirão para nós se por primeiro não abrirmos a porta de nosso coração para a solidariedade com os que mais precisam.

No amor de comunhão que nos liga a Cristo lhe peço, continue generoso em sua solidariedade aos que mais sofrem. Conheça melhor a AIS a nível nacional e internacional abrindo e navegando pelo nosso site: www.ais.org.br e convide seus amigos e conhecidos a participarem desta obra do amor.

Deus que é sem medidas em sua misericórdia lhe retribuirá com graças e bênçãos no agora de sua vida e por toda a eternidade.

One Comment

  1. elizabeth tomie nascimento 9 de fevereiro de 2011 at 17:54 - Reply

    SOU contribuidora da AIS porque ‘DEUS’ tocou no meu coração,vocês são os nossos anjos terrestres ,que trabalham para ‘DEUS’,cuidando dos pobres..e da CASA DE DEUS’…OBRIGADO DEUS..por EU poder fazer parte dessas OBRAS..

Leave A Comment