//Boletim Setembro 2009

Boletim Setembro 2009

2012-08-17T18:43:25+00:00 setembro 1st, 2009|Boletim|

“Jamais se viu que Alguém tão grande se tornasse tão pequeno para que nós pequenos nos tornássemos tão grandes”. (Augusto Cury)

Este é apenas o editorial do Boletim de Setembro de 2009.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

 

O salmista também rezava: “Quem és tu, ó homem para que Deus assim te trate?” Na verdade, quem somos nós para que Deus nos amasse tanto assim? Quem somos nós para que este mesmo amor atravessasse os tempos, nos chamasse à vida no amor de nossos pais e nos constituísse em Cristo, filhos herdeiros da vida eterna? Não há palavras para explicar este amor de Deus em Cristo por nós.

Pessoalmente gosto de apreciar a vida com os olhos da sensibilidade e da admiração. Desde pequeno mamãe me ensinou a descobrir a presença do carinho de Deus nas belezas da natureza que nos cerca. Infelizmente muitos, pelas circunstâncias da vida, perderam a capacidade de ver e de contemplar o imenso amor de Deus presente na diversidade das obras de toda criação.

Encanta-me ver as flores em sua diversidade, como igualmente me emociono ao contemplar a dedicação e a doação com que os pássaros constroem seus ninhos, aquecem os seus ovos e se doam na criação de seus filhotes… Tudo fala e ensina muito da vida, do amor e do carinho de Deus presente nas obras da criação.

Por vezes me pergunto: Será que nos esquecemos que tudo o que existe foi criado por Deus como expressão de seu eterno e infinito amor por nós? Se um simples pássaro constrói seu ninho, aquece seus ovos e cuida de seus filhotes com tanta dedicação e amor, o que Deus não pode fazer por nós se nos deixarmos amar por Ele?

Cristo nos amou em nossa total realidade humana e divina, como santos e pecadores que somos. Ele nos abraçou a tal ponto que nos lavou os pés, se fez verdadeira comida e bebida na Eucaristia, doando-se ao extremo de sofrer sua paixão e morte de cruz para nos salvar. Ressuscitando nos restituiu a dignidade de filhos e filhas de Deus. Quem nos amou e nos ama assim?

Se nos encantamos diante da dedicação dos simples pássaros e dos animais por seus filhotes procurando protegê-los e defendê-los, por que não admiramos, não reconhecemos e não nos apaixonamos pelo amor de Deus por nós?

Caros amigos da AIS Brasil. Encontramo-nos mais uma vez no mês da Bíblia… A Bíblia no seu todo é o livro que nos traz e revela o eterno amor de Deus por nós. Ela nos mostra e oferece o verdadeiro caminho para nossa perfeita humanização e salvação. Mas Ela não existe apenas para ser conhecida e apreciada, mas acima de tudo vivenciada, tornando-se o alimento indispensável de nossa caminhada para Cristo.

Sem o acolhimento da Palavra de Deus, não há acolhimento de Cristo e sem Cristo não há salvação e nem amor verdadeiro aos irmãos. Será na soma de nossa vida com a Palavra de Deus através da vivência dos sacramentos, que nos tornaremos Igreja viva em nossa comunhão com Deus e com os irmãos.

Leave A Comment