//Boletim Agosto 2010

Boletim Agosto 2010

2012-08-17T16:45:22+00:00agosto 6th, 2010|Boletim|

“Maria está com vocês, quando vocês são sinais de contradição por proclamarem em alta voz o Evangelho, ao viverem na pobreza, simplicidade, castidade e total dedicação a Deus. Ela está com vocês, quando não têm mais outra defesa senão a oração, o silêncio e o perdão. Ela está com vocês, quando tomam a própria cruz e seguem a Cristo”, Padre Werenfried

Este é apenas o editorial do Boletim de Agosto de 2010.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

 

Feridas devem ser bem tratadas, senão acabam em gangrena. Bento XVI não quer que o Ano Sacerdotal termine com feridas abertas. Num encontro, um sacerdote lhe perguntou: “Para onde ir, Santidade? Em que direção?” A resposta do Papa: para que haja uma nova primavera, deve-se cumprir uma condição. O padre não pode se satisfazer em viver uma vida pequena sem grandes erros. Sua força de irradiação deve ser palpável para todos. “Este parece-me o aspecto mais importante: que se possa ver e sentir que o pároco realmente se considera chamado pelo Senhor; que está cheio de amor ao Senhor e aos seus.”

Hoje a fé se encontra numa profunda crise, justamente nos países que foram impregnados durante séculos pelo cristianismo. Tanto mais se torna importante escutar a voz de Deus, de modo não rotineiro: ouvir Jesus Ressuscitado como se fosse pela primeira vez. “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações. Ensinai-lhes a observar tudo”. Isso aconteceu na montanha, na Galileia. Abaixo estava o lago da pesca milagrosa. Jesus viu os apóstolos aflitos. Estavam com muito medo. Então lhes disse com vigor: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (cf. Mt 28,19ss). Ele está conosco. Em cada situação,mesmo que ela pareça desesperadora. Quanta esperança carregaram consigo os sacerdotes nos Gulags durante anos e mais anos, muitas vezes até a morte!

Quantos leigos sobreviveram durante aqueles anos nos campos de trabalho da Sibéria, porque Cristo lhes dava força no coração! A pequena chama cintilante da fé não se apagou. Mais tarde vieram padres e missionários aos vastos territórios da Rússia e levaram aos fiéis esquecidos a sagrada Comunhão. Para muitos, era a primeira vez depois de meio século. A Igreja vive e é jovem, disse o Papa Bento cinco anos atrás a um milhão de jovens na Jornada Mundial da Juventude de Colônia, Alemanha. Ela vive e é jovem também na China, na África e na Amazônia.

O mundo precisa de leigos e sacerdotes, testemunhas e missionários, nos quais se veja que eles estão atentos à voz de Deus. O terreno sobre o qual eles lançam a semeadura será sempre diferente, de acordo com as circunstâncias culturais. A dificuldade existe em todo lugar. A história muda tão velozmente, que nada mais parece estável.Mas Maria permanece. Ela está aí, em Ruanda, em Guadalupe, em Fátima, na China. Em todo lugar ela se reveste da cultura local, como Cristo, e nos move a dizer “sim” à sua palavra, ao seu chamado. Sim, nós queremos lançar novamente as redes. Sim, a Igreja rejuvenesce. Sim, queremos ir a todos os povos e fazê-los discípulos do Ressuscitado. Também na ajuda financeira em nível mundial não podemos recuar, cair na rotina. A cada moeda que dermos, digamos “sim”, como se fosse a primeira e única vez. Obrigado.

One Comment

  1. elizabeth tomie nascimento 9 de fevereiro de 2011 at 18:03 - Reply

    AO PAPA DEVEMOS A OBEDIENCIA E FAZER O QUE ELE DIZ..NÃO DEVEMOS NOS ACOVARDAR-MOS DIANTE DAS TRIBULAÇÕES..,COMO CRISTÃ EU TENHO QUE SEGUIR OS PASSOS DO ‘SENHOR’ E TRABALHAR PARA UM MUNDO MAIS HUMANO..

Leave A Comment